Início » Internacional » Incêndios mortíferos revelam falhas no renascimento da Rússia
Devastação

Incêndios mortíferos revelam falhas no renascimento da Rússia

Mais de 17 mil pessoas morreram em incêndios na Rússia em 2006, 13 mortos a cada 100 mil pessoas. Segundo estatísticas do governo da Rússia, do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA e da Geneva Association, isto representa dez vezes as médias da Europa Ocidental e dos EUA.

Em oito anos de administração do presidente Vladimir Putin, o governo russo encheu seus cofres com dinheiro, permitindo ao Kremlin recuperar um lugar no palco do mundo. Mas o incêndio no dia dois de outubro, e o panorama de desespero, destruição e morte que o acompanharam, ressaltaram a desordem permanente sob o parcial renascimento da Rússia.

Fontes:
NY Times - Deadly Fires Flaws in Russia’s Resurgence

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Prilidiano Pueyrredón disse:

    Falta aos russos o conceito de respeito à vida humana. Isso foi visto com clareza nos episódios terroristas do teatro em Moscou e da escola em Beslam, nos quais o exército saiu matando todo mundo. A prioridade não era salvar vidas, era matar os terroristas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *