Início » Vida » Comportamento » Indianas desafiam tradição e chamam maridos pelo nome
COMBATE AO PATRIARCADO

Indianas desafiam tradição e chamam maridos pelo nome

Desde pequena, a mulher indiana é orientada a não chamar seu marido ou qualquer parente homem mais velho pelo nome

Indianas desafiam tradição e chamam maridos pelo nome
Mais de 237.390 crimes contra as mulheres foram registrados na Índia em 2015 (Foto: Pixabay)

Nas regiões rurais da Índia, as mulheres estão desafiando uma tradição que as impede de chamar seus maridos pelo nome. Desde cedo, as meninas indianas são ensinadas que nunca devem chamar seus maridos ou parentes homens mais velhos pelo nome, por uma questão de respeito.

Os grupos de direitos humanos dizem que as mulheres, principalmente as que moram em vilarejos rurais, frequentemente chamam seus maridos de três formas: pai dos meus filhos, pela profissão ou pelo simples “Por favor, escute”.

A ONG Video Volunteers lançou uma campanha para enfrentar o patriarcado na Índia rural. O diretor da organização, Stalin K, diz que apesar de o costume parecer inofensivo, práticas que parecem secundárias importam, principalmente quando se há tantos casos de ataques sexuais e violência contra mulher.

A instituição incentiva homens e mulheres em áreas rurais da Índia a relatarem suas questões cotidianas. Os voluntários gravam pequenos vídeos em seus tablets. Então, os vídeos são mostrados e discutidos na comunidade.

Mais de 237.390 crimes contra as mulheres foram registrados na Índia em 2015, um aumento de mais da metade desde 2010. Ainda assim, muitos crimes não são reportados, principalmente nos vilarejos, porque as mulheres temem envergonhar a família.

Em discussões, as mulheres praticam dizer o nome de seus maridos. Depois, elas são encorajadas a falar com eles sobre a prática. Em muitos casos, os homens não permitem que elas o tratem pelo nome, uma mulher chegou a ser marginalizada pelo vilarejo por se referir a um parente homem mais velho pelo nome. Mas algumas mulheres conseguem dizer o nome de seus maridos quando estão a sós.

“Nossa experiência com essa campanha é que estas mulheres não estão aceitando passivamente o patriarcado. Elas têm consciência e estão apenas esperando uma oportunidade”, disse Stalin.

Fontes:
Independent-Indian women challenge ban on calling their husbands by their name

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Lucinda Telles disse:

    O nome do diretor remete a experiências bem sombrias da humanidade; e ele quer se meter em como as indianas devem tratar os “seus homens”. Se houvesse algum problema sério na relação entre os sexos na Índia, lá não haveria tanta gente.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *