Início » Internacional » Inglaterra quer proibir boicote de produtos israelenses
COMÉRCIO BILATERAL

Inglaterra quer proibir boicote de produtos israelenses

O movimento a favor do boicote ganhou adeptos em partes da Europa

Inglaterra quer proibir boicote de produtos israelenses
Movimento a favor do boicote (Foto: Wikimedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O governo britânico quer impedir que instituições públicas no país boicotem a entrada no país ou a venda de produtos de Israel, prática motivada por uma crescente raiva popular em torno do colapso do processo de paz no Oriente Médio.

As autoridades israelenses veem com assombro como o movimento a favor do boicote ganhou apoio em partes da Europa. Em novembro, a União Europeia estabeleceu que produtos feitos em assentamentos judaicos na Cisjordânia, considerados ilegais pela comunidade internacional, seriam especificamente rotulados como vindos de territórios ocupados.

O anúncio do governo britânico agradou ao governo israelense. Autoridades israelenses e seus aliados comparam o boicote a produtos nacionais com o regime do apartheid, na África do Sul, que segregava brancos e negros.

Fontes:
The Washington Post-Britain wants to ban boycotts on Israeli goods

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Roberto1776 disse:

    A Europa, infelizmente, não se recuperou de seu abominável anti-semitismo, que, na verdade, não passa de uma incurável dor de cotovelo de pessoas de padrão nazista que não chegam aos pés dos judeus. Ódio aos ricos, ódio aos bem sucedidos, ódio aos que se esforçam e fazem o mundo avançar, ódio ao progresso – isso é o verdadeiro anti-semitismo.

  2. olbe disse:

    Roberto 1776, vc disse exatamente tudo o que eu pensei , Assino embaixo é a mais pura verdade: inveja dos bem sucedidos. Quem quer o boicote são os ignorantes, que nada sabem do que acontece no Oriente Médio e como estão falidos na vida, tem que malhar alguém e os judeus sempre foram presa fácil porque falar mal dos muçulmanos pode ser fatal…

  3. jayme endebo disse:

    A Europa não consegue se curar da doença do antissemitismo e nem se conforma que agora ela não pode mais regrar a vida dos judeus pois agora eles são donos de seu próprio destino. Na época do nazismo era a mesma estupidez quando eles ficaram matando os judeus até o último dia da rendição, é uma doença incurável mas agora a europa vai pagar caro pois está se comportando como inocente útil para o golpe que os islâmicos estão aprontando para eles.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *