Início » Internacional » Iniciativas de inclusão racial no Vale do Silício
setor tecnológico

Iniciativas de inclusão racial no Vale do Silício

Projetos de inclusão racial no Vale do Silício dão aos jovens negros dos EUA a oportunidade de se inserir no setor tecnológico, hoje quase restrito aos brancos

Iniciativas de inclusão racial no Vale do Silício
Projeto Hidden Genius capacita jovens negros para atuar no setor tecnológico (Foto: Flickr)

Jason Young passou por muitos momentos difíceis na vida. Seu pai passou tanto tempo na prisão que ele foi praticamente criado apenas pela mãe. Na adolescência, passou pela terrível experiência de ver sua família ser despejada.

No entanto, ele é apenas um dos milhares de jovens negros americanos que moram perto do Vale do Silício, mas estão a anos-luz da efervescente máquina de fazer dinheiro que é o lugar.

Hoje, aos 33 anos, Young chama esses jovens de “gênios ocultos”, em referência à sua iniciativa no Vale do Silício, o Hidden Genius Project (Projeto Gênios Ocultos, em inglês) . O programa é direcionado a jovens negros do ensino médio, e oferece a eles a oportunidade de aprender programação, criação de aplicativos, desenvolvimento de web, gestão de equipe e outras habilidades essenciais para galgar uma carreira no setor de tecnologia.

“Estamos ajudando esses jovens a entender quem são e o que são capazes de fazer. Estamos criando para eles um rumo”, diz Young. Ele explica que o foco do programa são jovens rapazes porque há outros projetos similares para jovens mulheres negras.

Outros projetos similares ao Hidden Genius estão sendo criados no Vale do Silício, que passa por um intenso debate sobre a diversidade. No ano passado vieram à tona dados de gigantes tecnológicas, como Google e Facebook, que revelaram que o setor tecnológico é quase restrito aos brancos.

No Google, por exemplo, os negros representam apenas 1% da força de trabalho da empresa, enquanto os brancos são 60%. No Yahoo, a porcentagem de negros também é de 1%. No ano passado, a Apple divulgou um relatório afirmando que progrediu em relação à diversidade, apesar de os negros ainda representarem apenas 7% da força de trabalho da empresa, enquanto os brancos são 53%.

A divulgação desses dados deu início a uma série de projetos de inclusão racial no Vale do Silício. “Muitos negros americanos querem crescer e se tornar LeBron James, Jay Z ou Barack Obama. Eles não escutam falar de David Drummond”, disse Van Jones, comentarista político da CNN, em referência ao ex-vice-presidente e atual chefe jurídico do Google. Jones também tem uma iniciativa no Vale do Silício chamada #YesWeCode.

Ainda não se sabe o quanto eficientes serão essas iniciativas, mas alguns frutos já podem ser conferidos. Young afirma que o projeto melhorou o desempenho escolar de jovens como Matthew Jones, de 18 anos. Graças ao Hidden Genius, Jones melhorou suas notas na escola e hoje tem planos de se tornar um engenheiro de software.

Fontes:
The New York Times-Silicon Valley, Seeking Diversity, Focuses on Blacks

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *