Início » Internacional » Inicio de comércio de maconha no Canadá tem filas e festas
MERCADO LEGAL

Inicio de comércio de maconha no Canadá tem filas e festas

Em Toronto, que é a maior cidade do país, os usuários fizeram contagem regressiva para a liberação da venda

Inicio de comércio de maconha no Canadá tem filas e festas
Nem todas as províncias canadenses têm lugar de venda físico (Foto: rajatbhatia88/Instagram)

O Canadá iniciou oficialmente a venda de maconha para uso recreativo no país na última quarta-feira, 17. Já no primeiro dia, longas filas foram registradas e ocorreram celebrações à nova legislação.

Em Toronto, que é a maior cidade do país, por exemplo, os usuários fizeram contagem regressiva para a liberação da venda. Ademais, uma escultura gigante simulava uma planta, em alusão à maconha. Já em Montreal, assim como em várias cidades do país, longas filas foram registradas em estabelecimentos destinados à venda.

“Creio que é um dos melhores momentos da minha vida. Tenho lágrimas nos olhos, nunca mais becos escuros”, celebrou Ian Power, que esperou na fila por mais de três horas – em uma temperatura abaixo de 10º C – e se tornou a primeira pessoa no Canadá a comprar maconha para uso recreativo de forma legal, conforme aparece no vídeo abaixo.

Um cenário parecido havia sido registrado na Califórnia, nos Estados Unidos, no início de 2018. Isso porque o estado legalizou o uso recreativo de maconha também neste ano, provocando longas filas e excitação em usuários ansiosos para deixar a clandestinidade.

Apesar de pessoas por todo o Canadá terem comemorado o início da venda da maconha para uso recreativo, muitos usuários ainda não poderão usufruir do comércio. Isso porque o governo canadense repassou a responsabilidade da venda e locais de uso para as províncias.

Até o momento, segundo um levantamento da agência Associated Press, existem apenas 111 locais físicos para comprar em todo o país. Na maior província do país, em Ontário, com 13 milhões dos 35 milhões de habitantes, ainda não existe uma loja destinada à venda de maconha. Segundo uma reportagem da Folha de São Paulo, as lojas só poderão entrar em funcionamento a partir de abril de 2019, mas os usuários podem comprar pela internet por enquanto.

Através das redes sociais, o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, celebrou a legalização da maconha, destacando a retirada do “lucro das mãos dos criminosos” e uma maior “proteção para os nossos filhos”. Já a ministra de Saúde canadense, Ginette Petiptas Taylor, apontou o “plano sensato, responsável e equitativo, que protegerá os jovens e deslocará o mercado ilegal”.

Segundo a nova legislação do Canadá, o comércio de maconha é permitido para maiores de 18 anos – 19 anos em algumas províncias -; sendo permitido 30 gramas de maconha desidratada para ter em lugares públicos; é permitido usar maconha em comidas para uso pessoal; é proibido dirigir sob a influência da maconha; não é permitido carregar a droga para fora do Canadá.

 

Leia mais: Canadá legaliza uso recreativo da maconha
Leia mais: Senado do Canadá aprova uso recreativo da maconha
Leia também: Demanda alta trava venda de maconha no Uruguai

Fontes:
Folha de São Paulo-Com filas e festa, venda de maconha recreativa começa no Canadá

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *