Início » Internacional » Inspetores encontram traços de armas químicas proibidas na Síria
Internacional

Inspetores encontram traços de armas químicas proibidas na Síria

Vestígios de duas substâncias proibidas por acordo internacional foram encontrados em instalações militares do país

Inspetores encontram traços de armas químicas proibidas na Síria
Descoberta pode indicar fracasso na política internacional de Estados Unidos e Rússia (Foto: Wikipédia)

Inspetores internacionais encontraram na Síria traços de elementos químicos tóxicos proibidos pelo acordo internacional mediado em 2013, pela Rússia e pelos EUA, para evitar um ataque americano ao país.

Segundo informações de agentes e quatro diplomatas, as substâncias tóxicas foram encontradas em pelo menos três instalações militares na Síria. A descoberta vai de encontro à promessa do presidente sírio Bashar al-Assad, que há dois anos concordou em desmantelar o arsenal químico de seu país.

Traços de sarin, uma substância que age no sistema nervoso, foram encontrados em tubos de drenagem e cápsulas de artilharia em dois locais. Vestígios de outra substância tóxica proibida, a ricina, foram encontrados em um centro de pesquisa científico, de acordo com um diplomata da ONU.

A descoberta, relatada pela Reuters, ocorre no mesmo momento em que o governo sírio é acusado de continuar a bombardear áreas dominadas por insurgentes com bombas de cloro. Ambos os eventos, deixaram em alerta os inspetores internacionais. A suspeita é de que a Síria esteja agindo com má fé em relação aos termos do acordo.

Uma violação do acordo firmado para eliminar arsenais químicos prejudicaria a política de acordo defendida pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Além disso, causaria constrangimento ao governo russo, maior aliada de Bashar al-Assad e principal apoiador do acordo.

Fontes:
NY Times-Inspectors in Syria Find Traces of Banned Military Chemicals

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *