Início » Internacional » Irã aceita diálogo com EUA desde que em condição de igualdade
Diplomacia

Irã aceita diálogo com EUA desde que em condição de igualdade

O Irã está disposto a dialogar com os Estados Unidos, com a condição de haver "igualdade e respeito mútuos". A declaração do presidente do país, Mahmoud Ahmadinejad, foi feita nesta terça-feira, diante de dezenas de milhares de pessoas reunidas por ocasião da comemoração dos 30 anos da vitória da Revolução Islâmica. Pouco antes, Barack Obama, presidente dos EUA, manifestou também que deseja manter um diálogo direto com o Irã.

Obama declarou em sua primeira entrevista coletiva após assumir o cargo que buscará abertura para tentar dialogar diretamente com o Irã, embora saiba que isso levará algum tempo. "Houve muita desconfiança ao longo dos anos". disse ele. Obama afirmou ainda que pretende deixar claro que a atual conduta do governo iraniano pode criar uma corrida de armamento atômico no Oriente Médio. O presidente dos EUA pretende também firmar "uma série de objetivos nessas conversas" entre os dois países.

Vice de Obama traça novo rumo da diplomacia

Recentemente, em pronunciamento na Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha, Joe Biden, vice-presidente dos EUA, também já tinha manifestado a intenção dos EUA de se aproximar do Irã. Ao dirigir-se à Rússia e ao Irã, ele definiu as mudanças na política externa na gestão de Obama. Disse também que os Estados Unidos continuarão pressionando a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) por uma cooperação intensa entre os países aliados, quando houver interesses em comum.

Biden disse ainda que, se o Irã abandonar seu "programa nucelar ilícito" e também o apoio ao terrorismo, receberá "incentivos significativos". Mas, deixou claro que, caso contrário, o país será isolado e pressionado.

Fontes:
Estadão - Irã diz que está pronto para diálogo justo com os EUA

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Irani Benicio Pereira disse:

    A atitude de Barack Obama em querer aproximar-se do Irã é plausível, porém arriscada. É necessário ter muito cuidado, é como lidar com ovos, a qualquer momento, por um pequeno descuido, tudo pode desmoronar.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *