Início » Internacional » Iraque: um país dividido em três
Disputa territorial

Iraque: um país dividido em três

Território do país está dividido entre forças curdas no norte, jihadistas do Isis no centro e exército iraquiano no sul

Iraque: um país dividido em três
Helicóptero militar sobrevoa Bagdá. País sofre ameaça de fragmentação (Foto: U.S. Army/Flickr)

Quatro anos após os EUA anunciarem oficialmente o fim da ofensiva que derrubou o regime de Saddam Hussein, o Iraque se encontra dividido em três partes.

As tropas do governo estão concentradas no sul do país, enquanto o centro é dominado pelo grupo Estado Islâmico (Isis), e o norte está ocupado por forças curdas peshmergas que combatem os jihadistas.

Os dados são de uma reportagem publicada no Globo nesta segunda-feira, 28. Nela, o general peshmerga Mahal Younis alerta para a crítica ameaça de fragmentação do Iraque.

“Nós estamos caminhando para algo como três estados no Iraque: o curdo, o sunita liderado pelo Isis e o xiita sob o governo de Bagdá. Ainda não temos uma fronteira formal, então, erguemos essa trincheira para marcar o território curdo. Este é o nosso Estado agora.”

Os atuais ‘três Estados” do Iraque têm propósitos bem diferentes, que envolvem questões étnicas, religiosas e políticas. O Isis luta para impor seu califado islâmico no país e são impedidos de avançar pelas forças curdas no norte, onde fica o curdistão iraquiano, região rica em petróleo que é parte de uma demanda centenária dos curdos para a criação de um Estado próprio. Enquanto isso, as tropas do exército do Iraque tentam retomar territórios.

Os curdos contaram com um apoio de ataques aéreos dos EUA que foram cruciais para expulsar os jihadistas do Isis de seu território e tomar o controle do norte. Agora, eles passaram a expulsar famílias árabes que foram assentadas na região pelo regime de Hussein.

“No passado, Saddam roubou nosso petróleo, habitou essas terras de árabes e matou meu povo. Agora essa área é toda é curda”, diz Younis, ressaltando que todos os árabes estão sendo transferidos para fora da região. “Você sabe, o Isis é formado por árabes sunitas, não podemos mais confiar nos árabes! Quando encontramos árabes neste território, primeiro verificamos se têm ligações com o Isis. Se tiverem, os prendemos. Se não, os escoltamos para longe daqui.”

Fontes:
O Globo-Iraque, um país arrasado e três estados

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site