Início » Internacional » Isis explode templo histórico em Palmira
Estado Islâmico

Isis explode templo histórico em Palmira

O templo era uma das maiores relíquias arqueológicas da cidade síria

Depois dos militantes do Estado Islâmico terem decapitado Khaled Asaad, um acadêmico que trabalhou por mais de 50 anos como responsável pelas antiguidades de Palmira, eles explodiram o templo de Baal Shamin, segundo o chefe do Departamento de Antiguidades do governo sírio Maamoun Abdul Karim. O templo era uma das maiores relíquias arqueológicas da cidade síria.

Esta é a primeira vez em que os jihadistas, que controlam vastos territórios na Síria e no Iraque, e que capturaram Palmira em maio, destroem ruínas de templos da era romana. O templo, que foi construído nos primeiros séculos da era cristã, era dedicado ao deus fenício dos raios e das tempestades.

Membros do governo já temiam que os militantes pudessem destruir peças históricas, por isso, eles afirmam ter retirado centenas de estátuas antigas da cidade antes que ela fosse capturada pelo Estado Islâmico. Não é de hoje que os jihadistas fazem isso. Em junho, o Estado Islâmico explodiu dois templos da Antiguidade em Palmira.

 

Fontes:
O Globo-EI explode templo da era romana em Palmira

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *