Início » Internacional » ISIS usa controle da água como arma de guerra no Iraque
Estratégia desumana

ISIS usa controle da água como arma de guerra no Iraque

Jihadistas do Estado Islâmico vêm tomando o controle das represas para privar a população do abastecimento e forçar a evacuação cidades inteiras

ISIS usa controle da água como arma de guerra no Iraque
Iraquianos recebem água de um comboio de ajuda humanitária, após jihadistas tomarem o controle da cidade xiita de Amerli (Reprodução/Jm Lopez/AFP)

Jihadistas do Estado Islâmico (ISIS) no Iraque estão usando a água como arma de guerra, cortando o fornecimento em cidades que resistem ao avanço do grupo e tomando o controle das represas do país.

Leia mais: Campanha radical do Estado Islâmico é alimentada por armas dos EUA

As represas iraquianas são cruciais para a irrigação dos campos de trigos do país e para a geração de energia elétrica. Porém, o ISIS vem tomando o controle das represas para privar a população do abastecimento e forçar a evacuação cidades inteiras. Entre as represas controladas pelo grupo quatro estão localizadas ao longo dos rios Tigre e Eufrates.

A ameaça obriga a coalizão ocidental a realizar bombardeios quase diários próximos às represas de Mossul e Haditha, as maiores do Iraque, mas os jihadistas continuam a rondar a região.

“O Estado Islâmico entende como a água é uma poderosa ferramenta de guerra e não tem medo de usá-la. Eles estão empregando um esforço para tomar o controle das represas do país de uma forma jamais vista”, diz Michael Stephens, do Royal United Services Institute, organização inglesa que analisa políticas de segurança e defesa.

Turquia na mira do ISIS

Apesar dos esforços da coalizão ocidental e das forças curdas na Síria, os jihadistas do ISIS estão prestes a dominar completamente a cidade curda de Kobani, localizada na Síria, próximo à fronteira com a Turquia.

Um dia após tomarem o controle de três bairros na região leste de Kobani, os jihadistas agora avançam para o sudoeste da cidade. Até o momento, os conflitos ao redor da cidade deixaram 400 mortos.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, pediu por uma ofensiva por terra na região. “O terror não parará até cooperarmos para uma operação terrestre. Os meses se passaram e não conseguimos nenhum resultado. Kobani está prestes a cair”, disse Erdogan, em discurso a refugiados sírios em um acampamento de Gaziantep, cidade próxima à fronteira com a Síria.

Fontes:
The Washington Post-Islamic State jihadists are using water as a weapon in Iraq
The Washington Post-Turkey’s Erdogan says Islamic State close to taking control of Syrian border town

1 Opinião

  1. André Luiz D. Queiroz disse:

    O pior Mal é aquele que é cometido como se fosse o Bem…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *