Início » Internacional » Islã causa temor na Europa
desconfiança religiosa

Islã causa temor na Europa

A desconfiança religiosa não se restringe ao Islã, mas os europeus o consideram mais ameaçador para suas culturas nacionais do que outras crenças

Islã causa temor na Europa
Europeus superestimam a proporção da população muçulmana em seus países (Reprodução/Internet)

O assassinato brutal de 12 pessoas na sede de um jornal satírico em Paris no dia 7 de janeiro foi praticado por militantes islâmicos. Muitos irão questionar mais uma vez a possibilidade da coexistência do Islã com os valores laicos e liberais europeus. A desconfiança religiosa não se restringe ao Islã, mas os europeus o consideram mais ameaçador para suas culturas nacionais do que outras crenças (ou o ateísmo), segundo uma pesquisa feita em 2013 pela Bertelsmann Foundation, uma organização sem fins lucrativos da Alemanha.

A ameaça do terrorismo islâmico está aumentando, não só pelo massacre em Paris, como também por outros ataques, além da tendência crescente de prisões de terroristas motivados por questões religiosas registradas pela Europol, o serviço da União Europeia de prevenção e combate ao crime organizado.

No entanto, as percepções podem exacerbar a realidade. Houve também mais prisões em razão de outros tipos de terrorismo inspirados, por exemplo, pelo separatismo na Europa em 2013, o último ano em que se teve acesso a informações atualizadas. E os europeus superestimam a proporção da população muçulmana em seus países: uma pesquisa da Ipsos-Mori realizada em 2014 revelou que os entrevistados franceses pensavam que 31% de seus compatriotas eram muçulmanos, quando, na verdade, o percentual é de cerca de 8%.

Fontes:
The Economist-Islam in Europe

2 Opiniões

  1. Joma Bastos disse:

    A maior entrada de islamistas na Europa são de habitantes africanos, os quais fogem de guerras tribais e territoriais.

  2. Vitafer disse:

    Em todas as religiões (e também entre os ateus), há fanáticos.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *