Início » Internacional » Israel X Gaza: quem ganhou?
Oriente Médio

Israel X Gaza: quem ganhou?

Tanto israelenses como palestinos se dizem vencedores e alegam ter derrotado o adversário.Quem tem razão?

Israel X Gaza: quem ganhou?
O premier israelense e seu ministro da Defesa em coletiva após o cessar-fogo (Reprodução/AFP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Mesmo antes do cessar-fogo anunciado na quarta-feria, 21, ter silenciado os disparos entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza, duas novas/velhas frentes de batalha se abriam para o premier israelense Benjamin Netanyahu e seus ministros. A primeira diz respeito à opinião pública e governamental na região. A segunda se refere ao apoio do eleitor israelense, às vésperas das eleições gerais no país, marcadas para 22 de janeiro. A questão mais importante é a mesma em ambos os casos : quem ganhou a batalha em Gaza?

Leia também: O Hamas pode tirar proveito da Primavera Árabe?
Leia também: Israel e Hamas chegam a acordo

Netanyahu, seu ministro da Defesa, Ehud Barak, e Avigdor Lieberman, ministro das Relações Exteriores, rapidamente convocaram uma coletiva de imprensa em Tel Aviv para proclamar vitória e felicitar efusivamente a nação, a si mesmos e uns aos outros pelo acordo de cessar-fogo. Mal tinham saído das telas de TV da região quando Khalid Meshaal, líder do Hamas, apareceu também na TV, falando do Cairo e sugerindo a jornalistas reunidos lá que os três líderes israelenses pareciam tristes, o que provava, segundo ele, que sabiam que tinham perdido a batalha.

Basicamente, os israelenses estão dizendo que golpearam duramente o Hamas com seus incansáveis bombardeios aéreos e, portanto, fortaleceram o seu poder de dissuasão, que era o objetivo declarado pelo país no início dos oito dias de bombardeios em Gaza.

O Hamas, por sua vez, diz que, apesar da grande disparidade de poder de fogo, o grupo ainda controla Gaza e ainda tem arsenal para lançar mais foguetes contra Israel, o que o consagra o vencedor da batalha, pelo menos na contagem dos pontos.

Israel afirma que destruiu quase todo o arsenal de mísseis de longo alcance do Hamas. Já o Hamas aponta para seus lançamentos, embora reconhecidamente pouco numerosos, de foguetes em Tel Aviv e Jerusalém para mostrar que ainda tem algumas cartas na manga.

Celebrações nas ruas de Gaza após o anúncio do cessar-fogo pareciam mostrar que, pelo menos a nível nacional, as alegações do Hamas foram amplamente convincentes. Em Israel houve manifestações contra o cessar-fogo, com pessoas exigindo que as forças terrestres concentradas na fronteira de Gaza fossem enviadas para “terminar o trabalho”.

 

Fontes:
The Economist - Who won?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *