Início » Internacional » Itamaraty diz que execução de brasileiro é ‘inaceitável’
Condenado na Indonésia

Itamaraty diz que execução de brasileiro é ‘inaceitável’

Governo brasileiro pede ainda que o fuzilamento de Rodrigo seja cancelado e que ele seja internado em um hospital psiquiátrico

Itamaraty diz que execução de brasileiro é ‘inaceitável’
Rodrigo Gularte foi condenado à morte na Indonésia (Fonte: Reprodução/AP)

Em nota entregue ao governo da Indonésia neste domingo, 26, o Itamaraty afirma que a execução do brasileiro Rodrigo Muxfeldt Gularte, condenado pela Justiça do país por tráfico de drogas, é “inaceitável”.

Leia também: ONU pede fim das execuções por tráfico na Indonésia

O governo brasileiro pede ainda que o fuzilamento de Rodrigo seja cancelado e que ele seja internado em um hospital psiquiátrico. A família de Rodrigo afirma que ele tem problemas mentais, o que já teria sido comprovado por dois laudos que constataram que ele sofre de esquizofrenia paranoide.

Uma cópia do documento, que foi entregue à Embaixada da Indonésia em Brasília, será levada ao Ministério das Relações Exteriores da Indonésia em Jacarta, capital do país.

Embora afirme que respeita a soberania da Indonésia, o Itamaraty ressalta que a pena de morte “não é eficaz para enfrentar o narcotráfico”.

O brasileiro Rodrigo Muxfeldt Gularte foi preso no aeroporto de Jacarta em 2004 ao tentar entrar na Indonésia com cocaína. O presidente da Indonésia, Joko Widodo, rejeitou em janeiro deste ano pedido de clemência para o brasileiro, que deverá ser executado nos próximos dias.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Execução de brasileiro é 'inaceitável', diz Itamaraty em nota à Indonésia

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *