Início » Internacional » Província quer impedir construção de base militar americana
JAPÃO

Província quer impedir construção de base militar americana

O governador de Okinawa tenta impedir a construção de uma nova base militar, que irá ampliar a presença dos EUA na região

Província quer impedir construção de base militar americana
O governador de Okinawa, Takeshi Onaga, acusa o governo japonês, que está construindo a base, de destruir o ambiente tranquilo do vilarejo de pescadores de Henoko (Foto: ABC)

A Assembleia Provincial de Okinawa, a província mais ao sul do Japão, prepara-se para aprovar uma nova ação judicial a fim de impedir a construção de uma base militar americana na principal ilha do arquipélago. O governador de Okinawa, Takeshi Onaga, acusa o governo japonês, que está construindo a base, de destruir o ambiente tranquilo do vilarejo de pescadores de Henoko. É a última ofensiva em uma batalha que ocupa o parlamento e os tribunais do Japão há 20 anos. O resultado pode frustrar os planos dos EUA de criar a maior concentração de poder militar no Leste Asiático.

Okinawa suporta o peso da aliança japonesa de seis décadas com os Estados Unidos. A população local convive com quase 30 mil soldados americanos e dezenas de instalações militares, entre as quais a unidade de treinamento mais antiga dos fuzileiros navais americanos. Okinawa foi ocupada pelos americanos após a Segunda Guerra Mundial até ser devolvida ao Japão em 15 de maio de 1972. Em 1945, a Batalha de Okinawa causou a morte de 100 mil civis, além de 100 mil soldados japoneses e 12 mil americanos.

Mas o Japão e os EUA, antes inimigos mortais, agora compartilham uma preocupação: a ascensão da China. A base que será construída na baía de Oura tem o objetivo de vigiar a expansão marítima da China e manter a primazia militar dos Estados Unidos na Ásia. É também uma maneira de evitar os protestos constantes da população local contra a base aérea de Futenma localizada perto da área residencial da cidade de Ginowan, com sua transferência para Henoko.

O governador Onaga foi eleito em novembro de 2014 com o propósito básico de impedir a construção da nova base militar americana em Okinawa.Após uma série de processos judiciais, que culminaram com uma derrota na Suprema Corte em dezembro de 2016, os operários retomaram o trabalho de construção de um dique de concreto na baía de Oura. Em seguida, uma carga de 3,5 milhões de cascalho será despejada sobre um recife de coral na baía, um ecossistema que abriga centenas de espécies de plantas e animais, muitas delas raras.

Infelizmente, apesar das tentativas do governador Onaga, é provável que os EUA e o Japão vençam a batalha para construir a base militar em Henoko e, assim, os habitantes de Okinawa continuarão a suportar o ônus de uma triste herança da Segunda Guerra Mundial.

 

Fontes:
The Economist-Why is Okinawa blocking plans to build an American military base?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *