Início » Internacional » Japão é pressionado a parar caça a baleias
Protesto ambiental

Japão é pressionado a parar caça a baleias

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Nesta segunda-feira, a Nova Zelândia e a Austrália apelaram para que uma frota japonesa retornasse para o porto um dia após ter saído para abater mais de mil destes animais.

Entre os objetivos da caça, que está sendo executada em nome de uma pesquisa científica, estão 50 baleias jubarte — também conhecidas como baleias-corcundas. Há mais de 40 anos a jubarte é uma espécie protegida.

A atitude da Nova Zelândia e da Austrália acompanhou um protesto internacional contra a saída dos barcos, no domingo. A Grã-Bretanha é um dos vários outros países que condenaram a expedição.

Fontes:
Guardian - Japan urged to recall whaling fleet

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Carlos Gabaglia Penna disse:

    O Japão, um país modelo em diversas questões ambientais, é um predador dos mares. É o principal responsável pela quase extinção de algumas espécies de atuns e mata mamíferos marinhos como ninguém…
    Em nome de manter uma tradição nacional, resistiu o quanto pôde para parar de pescar (e comprar de países pobres) cascos de tartarugas marinhas para a confecção de pentes, leques, bolsas…
    A 2ª economia do mundo ainda usa justificativas absurdas (científicas…) para continuar a pesca de baleias. A Austrália e a N.Zelândia estão certíssimas. Outras nações deveriam unir-se a elas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *