Início » Internacional » Jornalista saudita foi torturado e decapitado, diz jornal turco
DESAPARECIDO

Jornalista saudita foi torturado e decapitado, diz jornal turco

Periódico cita áudio que confirmaria assassinato do jornalista

Jornalista saudita foi torturado e decapitado, diz jornal turco
Khashoggi está desaparecido desde que entrou no consulado da Arábia Saudita em Istambul há cerca de duas semanas (Fonte: Reprodução/POMED/Flickr)

O jornalista saudita Jamal Khashoggi, que está desaparecido há cerca de duas semanas, desde que entrou no consulado da Arábia Saudita em Istambul, na Turquia, foi torturado antes de ser decapitado. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 17, pelo jornal turco Yeni Safak.

Leia também: Consulado onde jornalista desapareceu passa por inspeção na Turquia

Crítico da Arábia Saudita, Khashoggi, de 59 anos, foi ao consulado em Istambul no dia 2 de outubro para cumprir trâmites burocráticos para seu casamento com uma cidadã turca.

O jornal Yeni Safak cita um áudio que confirmaria a morte do jornalista dentro do consulado. A gravação mostra, segundo o jornal, que agentes sauditas cortaram os dedos de Khashoggi durante um interrogatório e posteriormente “sua cabeça foi cortada até a morte”.

O periódico turco não informou como teve acesso ao áudio citado na reportagem. O jornal afirmou ainda que o cônsul saudita Mohammad Al Otaibi teria dito: “Façam isto lá fora. Vocês vão me causar problemas”. Um homem não identificado lhe respondeu: “Se você quiser continuar vivo quando voltar à Arábia Saudita, fique quieto”.

Autoridades turcas acusam o governo saudita de ter mandado assassinar o jornalista. Riad nega, no entanto, a acusação e garantiu que fará uma investigação exaustiva.

Khashoggi vivia nos EUA desde 2017. Ele tinha cidadania americana e já trabalhou para o jornal The Washington Post. O desaparecimento do jornalista é, portanto, acompanhado de perto pelo governo americano.

Fontes:
G1 - Jornal turco diz que jornalista saudita foi torturado antes de ser decapitado em consulado saudita

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *