Início » Internacional » Judeus e muçulmanos compartilham época sagrada em Jerusalém
Mês de setembro

Judeus e muçulmanos compartilham época sagrada em Jerusalém

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O mês de Elul do calendário judaico culmina com as comemorações do Rosh Hashana, o ano novo judaico, e do Yom Kippur, Dia do Perdão, que, segundo a tradição, é quando Deus determina quem vai viver e morrer no ano seguinte.

A praça do Muro das Lamentações, na Cidade Velha de Jerusalém, torna-se, nesta época, um festival de devoção judaica, da meia-noite até o amanhecer. Durante a noite, dezenas de milhares de pessoas fazem suas preces pelo perdão.

Coincidentemente — uma vez que o calendário muçulmano muda a cada ano — setembro é também o Ramadan. Os fiéis acreditam que, neste mês, Deus deu o Alcorão ao profeta Maomé. É um período de jejum, auto-reflexão e orações, além de ser uma época na qual estar na Mesquita de Al Aksa, em Jerusalém, é ainda mais importante do que o habitual.

Fontes:
NY Times - Jews and Muslims Share Holy Season in Jerusalem

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Markut disse:

    Vamos rezar todos, judeus, muçulmanos, cristãos, budistas,hinduistas, etc., para que uma centelha de racionalidade atinja nossas cabeças.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *