Início » Internacional » Kerry: aniversário de bombardeio atômico ressalta a importância de acordo com o Irã
Ameaça nuclear

Kerry: aniversário de bombardeio atômico ressalta a importância de acordo com o Irã

O secretário de Estado americano falou sobre a importância do trabalho realizado pelos EUA com outros países para reduzir o número de armas nucleares

Kerry: aniversário de bombardeio atômico ressalta a importância de acordo com o Irã
Kerry disse que o aniversário ressalta a importância do trabalho para que o número de armas nucleares existentes seja reduzido (Foto: Wikimedia)

Nesta quinta-feira, 6, faz 70 anos que os Estados Unidos lançaram uma bomba atômica na cidade japonesa de Hiroshima. Para o secretário de Estado americano, John Kerry, a data também serviu para lembrar da importância do acordo nuclear feito com o Irã em junho.

Enquanto cerimônias foram realizadas em Hiroshima para marcar o aniversário do lançamento da bomba, o prefeito da cidade, Kazumi Matsui, pediu para que as armas nucleares fossem abolidas.

Kerry, que assistiu a uma dessas cerimônias, também disse que o aniversário ressalta a importância do trabalho dos EUA com outros países, particularmente a Rússia, para que o número de armas nucleares existentes no mundo seja reduzido.

A partir do pacto de 14 de julho, o Irã e o Grupo 5+1 (EUA, Rússia, China, França, Reino Unido, mais Alemanha) concordaram em suspender as sanções econômicas em troca de restrições em um programa nuclear iraniano que Ocidente suspeita ter como objetivo desenvolver meios para construir uma bomba atômica. O Congresso americano tem até dia 17 de setembro para aceitar ou rejeitar o acordo.

A bomba que atingiu Hiroshima matou cerca de 140 mil pessoas até o final de 1945. Já o bombardeio em Nagasaki, que aconteceu logo depois, em 9 de agosto de 1945, matou instantaneamente cerca de 40 mil. A Segunda Guerra Mundial só terminou em 15 de agosto do mesmo ano com a rendição do Japão.

Fontes:
O Globo-Kerry: aniversário do bombardeio em Hiroshima mostra importância do acordo com o Irã

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *