Início » Internacional » Kuczynski renuncia à presidência do Peru
CRISE PRESIDENCIAL

Kuczynski renuncia à presidência do Peru

'Acho que o melhor para o país é que eu renuncie à presidência da República. Não quero ser um estorvo', afirmou PPK

Kuczynski renuncia à presidência do Peru
PPK deixa o Palácio Governamental após apresentar sua carta de renúncia nesta quarta (Fonte: Reprodução/Reuters)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Após 1 ano e 7 meses de governo, o presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, de 79 anos, apresentou nesta quarta-feira, 21, ao Congresso do país uma carta de renúncia ao cargo.

O Congresso peruano discutiria nesta quinta-feira, 22, uma moção de destituição de Kuczynski, mais conhecido como PPK, cujo governo foi atingido por um escândalo marcado por vídeos que revelam uma suposta compra de votos de seus aliados em troca de obras.

A renúncia de PPK deve ser aceita pelos partidos em uma sessão nesta quinta. Em pronunciamento, Kuczynski afirmou que sempre trabalhou honestamente e que as imagens dos vídeos divulgados pela oposição foram editadas para manchar a sua imagem e provocaram “uma grave distorção do processo político”.

“Frente a essa difícil situação que se gerou […] acho que o melhor para o país é que eu renuncie à presidência da República. Não quero ser um estorvo”, disse ainda PPK em seu pronunciamento.

O vice Martín Vizcarra deve substituir Pedro Pablo Kuczynski. A posse deve ocorrer por volta das 12h desta sexta-feira, 23.

A renúncia do presidente peruano ocorre a poucas semanas da Cúpula das Américas, que será realizada em Lima, capital do Peru.

Em dezembro do ano passado, o Congresso peruano já havia analisado uma moção de destituição de PPK após denúncias de que a brasileira Odebrecht teria subornado governos da América Latina, como o de Pedro Pablo Kuczynski , para garantir contratos de obras públicas. Na ocasião, o Congresso rejeitou, no entanto, o afastamento de PPK, que desde então vinha sendo pressionado pela oposição para deixar o cargo.

Fontes:
G1 - Pedro Pablo Kuczynski apresenta renúncia à presidência do Peru

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *