Início » Internacional » Líbia desativa 11 campos de petróleo saqueados pelo Estado Islâmico
Norte da África

Líbia desativa 11 campos de petróleo saqueados pelo Estado Islâmico

Instabilidade política transforma o país em terreno fértil para militantes do grupo terrorista, que já controlam duas cidades

Líbia desativa 11 campos de petróleo saqueados pelo Estado Islâmico
Terroristas do Isis já invadiram e saquearam 11 campos de petróleo na Líbia (Reprodução/AFP)

Um dos governos da Líbia — aquele que é reconhecido internacionalmente — fez um apelo urgente ao Conselho de Segurança da ONU na última quarta-feira, 4, pedindo que o órgão libere a compra de armamento militar para que a Líbia tenha meios de combater militantes ligados ao Estado Islâmico e de proteger seus campos de petróleo, 11 dos quais foram atacados, saqueados e destruídos pelos terroristas nas últimas  semanas. O último ataque ocorreu poucas horas antes do apelo do governo à ONU.

A Líbia está sob um embargo de armas imposto pelo Conselho de Segurança desde 2011, quando o ditador Muammar Khadafi foi derrubado e as instituições do Estado entraram em colapso. O país tem hoje dois governos e dois parlamentos rivais, um reconhecido pela comunidade internacional, no extremo leste do país, e outro na capital.

Segundo a empresa estatal de petróleo da Líbia, 11 campos se tornaram não-operacionais na sequência de ataques recentes.

Na última ofensiva dos militantes ocorrida na quarta-feira, terroristas partiram da cidade costeira de Sirte, atualmente sob o poder da filial líbia do Estado Islâmico, e invadiram o campo de extração al Khahra, cerca de 170 quilômetros ao sul. De acordo com agências internacionais, os militantes cercaram o campo de três lados e trocaram tiros com os guardas. Um ataque aéreo lançado pelo governo não conseguiu parar a ofensiva. Quando os guardas ficaram sem munição, os militantes invadiram o campo, saquearam suas instalações e depois as destruíram com explosões.

A crise política na Líbia transformou o país em terreno fértil para militantes ligados ao Estado Islâmico, que estão transformando o país em um ponto de partida para outros países no norte da África. Os militantes já tomaram o controle de duas cidades: Darna e Sirte, tendo realizado vários atentados suicidas em todo o país.

A estatal do petróleo da Líbia disse que a sua produção caiu drasticamente, para cerca de 25% dos níveis normais.

Fontes:
Middle East Eye - Militants take control of oil fields in central Libya
AP - Libya says 11 oil fields non-operational after IS attacks
Middle East Eye - Libya asks UN to approve arms contracts

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *