Início » Internacional » Líder evangélico dos EUA quer mobilizar um exército em 2016
politica e religião

Líder evangélico dos EUA quer mobilizar um exército em 2016

David Lane quer que mil pastores americanos concorram a cargos políticos para 'salvar os EUA' e fazer dos evangélicos um poder decisivo no Partido Republicano

Líder evangélico dos EUA quer mobilizar um exército em 2016
David Lane, fundador do Projeto Renovação, que quer convencer membros do clero evangélico a se tornar politicamente ativos (Reprodução/Ryan Donnell/The New York Times)

O líder evangélico David Lane que mobilizar outros pastores a “salvar” os Estados Unidos. Lane, um antigo vendedor de bíblias, quer ligar pastores com os dois prováveis candidatos presidenciais. Isso é parte do que ele vê como missão, que é fazer dos cristãos evangélicos um poder decisivo no Partido Republicano. “Um exército. Esse é o objetivo”, afirmou Lane ao New York Times.

O veterano de fala rápida da política conservadora com experiência em Washington, Texas e Califórnia, viaja pelo país tentando convencer os membros do clero evangélico a se tornarem politicamente ativos.

Sua esperança é que os pastores politizados ajudem a mobilizar congregações que foram frustradas por conta do fracasso repetido de candidatos socialmente conservadores, e por um partido que suavizou sua oposição ao casamento homossexual.

Observadores próximos dos evangélicos e de seu envolvimento político dizem que Lane é o emblema de uma nova geração de líderes evangélicos que atraem o apoio local ou exercem influência a partir de suas próprias redes.

Mas as ambições de Lane são nacionais, ele se concentrou em estados decisivos em 2014 e construiu uma lista de email com cem mil pastores de todo o país. Seu objetivo agora é fazer com que mil pastores concorram a um cargo político, esse apoio potencial tem atraído uma peregrinação virtual de candidatos conservadores ansiosos para se juntar aos passeios que Lane organiza a Israel.

Toda essa atividade tem atraído à atenção dos adversários liberais, que chamam Lane de extremista por conta de sua crença de que o aborto vai implicar em uma vingança divina sobre os EUA, além de seu argumento de que o Partido Republicano será destruído pela aceitação do casamento de pessoas do mesmo sexo.

 

Fontes:
New York Times-Evangelicals Aim to Mobilize an Army for Republicans in 2016

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *