Início » Economia » Líderes europeus decidem manter apoio à Grécia
acordo unânime

Líderes europeus decidem manter apoio à Grécia

'Acordo unânime' permite negociar um terceiro resgate em favor de Atenas

Líderes europeus decidem manter apoio à Grécia
Presidente do Conselho da União Europeia, Donald Tusk (Fonte: Reprodução/Flickr: EPP Summit)

Após quase 17 horas de reuniões, o presidente do Conselho da União Europeia, Donald Tusk, anunciou nesta segunda-feira, 13, que os líderes da zona do euro fecharam “um acordo unânime” que permite negociar um terceiro resgate em favor da Grécia.

Os líderes europeus decidiram, portanto, manter o apoio financeiro a Atenas, garantindo a permanência do país na zona do euro. “Está tudo pronto para um programa de ajuda para a Grécia”, afirmou Tusk.

Ainda de acordo com Tusk, a ajuda financeira está atrelada a um compromisso do governo grego de levar adiante “sérias reformas” econômicas.

Os detalhes do acordo ainda não foram divulgados. A expectativa é de que Atenas anuncie até a próxima quarta-feira, 15, um pacote de reformas exigidas pela União Europeia.

“Nós concordamos, em princípio, que estamos prontos para começar as negociações para trazer um programa para o Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE), que em outras palavras significa continuar a apoiar a Grécia”, ressaltou Tusk.

A agência de notícias Reuters informou que seis medidas de austeridade, incluindo reformas fiscal e no sistema de pensões, devem ser decretadas até esta quarta. Ainda de acordo com a Reuters, o pacote de resgate precisará ser apreciado pelo Paramento antes de começarem as negociações.

Fontes:
G1 - Líderes da zona do euro chegam a acordo para a crise da Grécia

2 Opiniões

  1. jayme endebo disse:

    Tudo bravata de políticos irresponsáveis, o novo acordo é o pior do que os outros dois anteriores e a Grécia vai ter toda a sua economia monitorada. Gastaram e roubaram bastante agora vão pagar mais caro ainda pelo simples fato de na Europa ninguém confia mais nos gregos.
    A situação irá piorar e muito ainda mais que os gregos não possuem riqueza para amenizar.

  2. Roberto1776 disse:

    Mudam as palavras, mas os fatos continuam os mesmos.
    Esse acordo não significará nada se o jovem comunista não tomar jeito e vergonha na cara.
    A mudança de palavrório dos que podem ajudar Tsypras a sair da armadilha em que ele colocou a Grécia, com uma consulta popular que os gregos nem entenderam, tem como objetivo não humilhá-lo demais, depois de todas as bazófias por ele proferidas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *