Início » Internacional » Maconha é porta de entrada para outras drogas?
drogas

Maconha é porta de entrada para outras drogas?

A princípio a teoria do acesso a outras drogas parece razoável. A maioria dos usuários de drogas pesadas começou com o uso de substâncias mais leves

Maconha é porta de entrada para outras drogas?
Cerca de quatro entre dez americanos admitiram que experimentaram maconha (Fonte: Reprodução/Reuters)

“Enquanto eu for governador de New Jersey, a maconha não será legalizada no estado”, declarou Chris Christie, em 25 de março. Um candidato republicano potencial às eleições presidenciais em 2016, o governador Christie explicou que “todas as informações objetivas disponíveis afirmam que a maconha é a porta de entrada para outras drogas”. Sua opinião está correta?

A princípio a teoria do acesso a outras drogas parece razoável. A maioria dos usuários de drogas pesadas começou com o uso de substâncias mais leves. Segundo dados do National Institute on Drug Abuse (NIDA), entre as pessoas que experimentaram drogas ilícitas, cerca de dois terços começaram com o uso da maconha. Mas poucos têm uma experiência inicial com uma droga mais pesada; menos de 1% dos usuários de drogas tiveram a primeira experiência com heroína ou cocaína.

Mas, seguindo essa linha de raciocínio de causa e efeito, a maioria dos viciados em heroína já comeu chocolate. No caso da maconha, por ser uma droga, que cerca de quatro entre dez americanos, inclusive o presidente, admitiram que experimentaram, é muito provável que os usuários de drogas pesadas a tenham encontrado em seu caminho. Porém isso não justifica a teoria da porta de entrada.

Os defensores dessa teoria citam dois argumentos. Primeiro, testes de laboratório mostraram que ratos expostos ao THC, a principal substância psicoativa da maconha, ficaram muito mais sensíveis à exposição a outras drogas, como morfina. O álcool e a nicotina têm o mesmo efeito de exacerbar a sensibilidade. Em outras palavras, os ratos (e talvez os seres humanos), que experimentam substâncias psicoativas mais suaves ficam mais sensíveis a drogas pesadas. Além do argumento biológico, existe também o componente social. O uso da maconha, uma droga proibida, leva os adolescentes a frequentarem grupos com um comportamento marginal e, em consequência, podem ser influenciados a infringir outras leis.

Fontes:
The Economist - Legalising pot: Is marijuana a gateway drug?

1 Opinião

  1. Renato Fregapani disse:

    Discordo, pessoas propensas ao vício vão se viciar, seja lá com o que for. A droga é apenas uma circunstância.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *