Início » Internacional » Macri reconhece derrota nas primárias
ARGENTINA

Macri reconhece derrota nas primárias

Nas primárias argentinas, Alberto Fernández, que tem a ex-presidente Cristina Kirchner como vice na chapa, teve 47,66% dos votos contra 32,08% de Macri

Macri reconhece derrota nas primárias
Macri reconheceu desempenho abaixo do esperado nas eleições prévias (Fonte: Reprodução/Elza Fiúza/Agência Brasil)

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, reconheceu a derrota nas eleições primárias realizadas neste domingo, 11, na Argentina, antes mesmo da divulgação dos resultados finais.

Com mais de 99% das urnas apuradas, Alberto Fernández, que tem a ex-presidente Cristina Kirchner como vice na chapa, aparece com 47,66% dos votos, e Macri, 32,08%. Em terceiro lugar está Roberto Lavagna, com 8,23% dos votos.

Mauricio Macri tem como vice Miguel Ángel Pichetto, que era um peronista. Os primeiros resultados ainda nem tinham sido divulgados e o atual presidente argentino já havia reconhecido um desempenho abaixo do esperado nas eleições prévias deste domingo.

“Tivemos uma eleição ruim e isso nos obriga a partir de amanhã a redobrar nossos esforços. Dói que não tenhamos todo o apoio que esperávamos”, afirmou Mauricio Macri.

Logo após a divulgação dos resultados, o opositor Alberto Fernández, representante da ‘Frente de Todos’ disse que quer criar uma “nova Argentina”. “Nós não vamos restaurar um regime, vamos criar uma nova Argentina, que termine com este tempo de mentiras e que dê aos argentinos um horizonte melhor para o futuro. O conceito de vingança, divisão e qualquer outra coisa acabou. Nunca fomos loucos governando. Vamos arrumar os problemas que outros geraram”, disse Fernández.

As primárias na Argentina funcionam como uma pesquisa eleitoral do primeiro turno das eleições, previstas para o próximo dia 27 de outubro. É a terceira vez que as prévias foram realizadas no país.

Na Argentina, a eleição pode ser definida já no primeiro turno caso a chapa mais votada obtenha 40% dos votos úteis e ainda 10 pontos percentuais a mais do que a chapa que fica na segunda posição. Outra possibilidade é se a primeira colocada obtiver 45% mais um voto.

Fontes:
G1 - Macri diz que 'teve uma eleição ruim' e oposição fala em 'nova Argentina' após prévias presidenciais

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *