Início » Internacional » Maduro afirma que sofreu tentativa de assassinato
SUPOSTO ATENTADO

Maduro afirma que sofreu tentativa de assassinato

Sete pessoas ficaram feridas em um suposto ataque de drones contra o presidente venezuelano

Maduro afirma que sofreu tentativa de assassinato
O suposto atentado ocorreu durante uma parada militar em Caracas (Foto: Nicolás Maduro/Twitter)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou que passou por uma tentativa de assassinato no último sábado, 4. De acordo com o Guardian, as autoridades informaram que o ataque foi promovido por drones armados que explodiram.

Segundo o ministro de Informação da Venezuela, Jorge Rodríguez, sete pessoas ficaram feridas. Não ficou claro se os drones explodiram antes de executar o ataque ou foram abatidos previamente. “As investigações mostram claramente que elas correspondem a vários dispositivos voadores do tipo drone, que continham uma carga explosiva que detonou na plataforma presidencial e em algumas áreas do desfile”, explicou.

O suposto atentado ocorreu durante uma parada militar em Caracas, na capital da Venezuela, enquanto Maduro discursava. Os guarda-costas do presidente venezuelano agiram rápido após a explosão, entrando na sua frente para protege-lo.

De acordo com o portal G1, Maduro afirmou que os financiadores do ataque contra a sua vida estão na Flórida, nos Estados Unidos, solicitando a ajuda do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para combates os “grupos terroristas”.

“Tentaram me assassinar no dia de hoje e não tenho dúvida de que tudo aponta para a direita, a ultradireita venezuelana em aliança com a ultradireita colombiana e que o nome de Juan Manuel Santos está por trás deste atentado, não tenho dúvidas”, afirmou, explicando que o governo colombiano teria apoiado o atentado.

Para Maduro, o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, que entrega a presidência no dia 7 de agosto, não poderia deixar o cargo “sem fazer uma piada com a Venezuela, sem provocar dano a ela”.

O atentado, porém, ainda é duvidoso. Isso porque, conforme noticiou o portal G1, bombeiros informaram que o incidente, na verdade, foi a explosão de um tanque de gás dentro de um apartamento.

Repercussão internacional

O presidente da Bolívia, Evo Morales, usou as redes sociais para lamentar a tentativa de assassinato contra Nicolás Maduro. Para o chefe de Estado boliviano, o atentado é um “crime contra a humanidade”, desejando força ao homólogo venezuelano.

O ministro para Políticas de Integração Regionais da República Dominicana, Miguel Mejia, afirmou que condena “veementemente o ataque terrorista contra a vida do presidente Nicolás Maduro”. Através do Twitter, o ministro expressou sua solidariedade ao chefe de Estado venezuelano.

Fontes:
The Guardian-Venezuela's Nicolás Maduro survives apparent assassination attempt
G1-Após o que chamou de atentado, Maduro pede ajuda de Trump para 'combater grupos terroristas' que estariam nos EUA

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Henrique de Almeida Lara disse:

    Não engulo essa. Para mim, não passa de “ARMAÇÃO” de Maduro. Ao meu ver, ele é uma pessoa totalmente destituída de crebilidade.

  2. Henrique de Almeida Lara disse:

    Não engulo essa. Para mim, esse caso não passa de “ARMAÇÃO” de Maduro. Ao meu ver, ele é uma pessoa totalmente destituída de credibilidade.

  3. Aureo Ramos de Souza disse:

    Se fosse verdade seria bom pois ele cairia de MADURO. Eu, não acredito.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *