Início » Economia » Maduro bane partidos de oposição das eleições de 2018
VENEZUELA

Maduro bane partidos de oposição das eleições de 2018

Presidente venezuelano proibiu partidos que boicotaram as eleições municipais do último domingo, 10, de disputar o pleito presidencial de 2018

Maduro bane partidos de oposição das eleições de 2018
Medida afeta três dos quatro partidos que formam a coalizão de oposição (Foto: Flickr)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, declarou que os partidos que boicotaram as eleições municipais do país, ocorridas no último fim de semana, estão proibidos de disputar as próximas eleições presidenciais, marcadas para 2018.

A medida afeta três dos quatro partidos que formam a coalizão opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD): Ação Democrática, Primeiro Justiça e Vontade Popular. Tais legendas não poderão participar do pleito presidencial porque boicotaram as eleições municipais como forma de protesto. O boicote se deu porque a coalizão considera fraudulento o sistema eleitoral venezuelano e afirma não confiar no Conselho Nacional Eleitoral.

“Um partido que não participou hoje não pode mais participar, Se eles não querem eleições, o que eles estão fazendo? Qual é a alternativa? Guerra civil? Eles [os partidos] vão desaparecer do mapa político”, afirmou Maduro, em um pronunciamento em Caracas.

Figuras da oposição como Henrique Capriles, ex-governador do estado de Miranda e banido por 15 anos das atividades políticas, e Leopoldo López – coordenador nacional do Vontade Popular, que está detido em prisão domiciliar – estariam incluídos na proibição.

Eleições municipais

As eleições foram feitas em todos os 335 municípios venezuelanos. O governo revelou que a participação foi de 47%, mesmo com o boicote parcial da oposição, o que Maduro classificou como “extraordinário”. Além disso, o presidente venezuelano relatou que o Partido Socialista Unido (PSUV), o qual faz parte, venceu em mais de 300 municípios.

A MUD, no entanto, classificou as eleições municipais do último domingo como fraudulentas, afirmando que o Estado abusou de seu poder, usando a “Carteira da Pátria, para submeter a vontade de um povo em situação de extrema necessidade”. A Carteira da Pátria é um censo paralelo do governo, com 16 milhões de venezuelanos inscritos, cerca de metade da população do país. Através dela o governo distribui ajuda social e alimentos subsidiados, essenciais para uma população que sofre com a crise de escassez.

O presidente Nicolás Maduro, assim como seus aliados, solicitaram que os eleitores comparecessem às eleições portando a Carteira da Pátria, se registrando nos postos do Partido Socialista Unido, localizados em frente aos colégios eleitorais. Essa prática foi qualificada pela oposição como ilegal, pois permitia ao governo saber quem iria votar.

Situação econômica

Hiperinflação, falta de bens de serviço e descumprimento na quitação de dívidas têm sido problemas frequentes na Venezuela. Estatísticas publicadas pela Assembleia Nacional na última semana mostraram que a inflação foi quase de 57% em novembro.

Diante da frágil situação econômica, o governo está conversando com membros da oposição para reduzir sanções dos Estados Unidos e aliviar a economia. Porém, os opositores querem garantia de uma eleição presidencial justa em 2018.

Fontes:
DW-Maduro bane partidos de oposição de eleição presidencial

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Áureo Ramos de Souza disse:

    AGORA PARECE QUE VIROU MODA, OS PRESIDENTES QUEREM MANDAR NO QUE ERA PARA ADMINISTRAR. nICOLAS MADURO DEVE SER ESCOMUGADO E DÁ IMPEACHMENT

  2. Almanakut Brasil disse:

    Nascido pós-Rock in Rio e desmamado com garapa:

    Infelizmente, o Regime Militar, o brando, não fez como as DITADURAS comunistas que fuzilaram seus opositores sem julgamento e deu no que deu!

    Herança maldita para saquear o Brasil!

    Agora, para consertar o estrago na América Latrina, será preciso muito mais do que uma Operação “Filhote” de Condor!

    Democracia da esquerda comunista

    History Channel Brasil

    https://www.youtube.com/watch?v=SMjUWgq8dTg

  3. Almanakut Brasil disse:

    A ONU e a democracia

    A democracia é um ideal reconhecido universalmente e um dos valores fundamentais da Organização das Nações Unidas.

    https://nacoesunidas.org/acao/democracia

  4. Daniela Villa disse:

    A maior estratégia do Maduro para ganhar as eleições é matar o povo de fome. Ano que vem ele diz que só ganha pão com mortadela quem votar nele.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *