Início » Internacional » Maduro revela supostas provas de golpe em seu programa de TV
Venezuela

Maduro revela supostas provas de golpe em seu programa de TV

Presidente venezuelano acusa militar radicado nos EUA de planejar derrubá-lo com apoio de opositores

Maduro revela supostas provas de golpe em seu programa de TV
O presidente venezuelano em seu programa semanal 'Contato con Maduro' (Foto: Reprodução/Internet)

Em seu programa semanal de televisão na noite desta terça-feira, 3, o presidente venezuelano Nicolás Maduro apresentou supostas provas da mais recente tentativa de golpe contra seu governo, uma conspiração frustrada envolvendo um ex-militar radicado nos EUA em conluio com setores da oposição direitista da Venezuela. O golpe estaria planejado para acontecer no último 12 de fevereiro.

Em seu programa de televisão na última quarta-feira, 25, o presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello, já havia revelado essas novas provas sobre o chamado “Golpe Azul” à população venezuelana.

A suposta evidência é uma gravação de áudio na qual um oficial dissidente das Forças Armadas radicado nos EUA, Carlos Osuna Saraco, dita a um interlocutor em Caracas um texto que serviria como comunicado oficial dos conspiradores para anunciar ao país a tomada de poder.

Leia também: Venezuela: rumo à ditadura?

O oficial venezuelano é Carlos Osuna Saraco, um militar da reserva que teria sido próximo do presidente Jaime Lusinchi (1984-1989).

O áudio, segundo disse o presidente em seu programa “Contato com Maduro” teria sido gravado no último dia 7 de janeiro e interceptado por um jovem oficial “patriota e cooperante”, que a denunciou ao comando militar.

Na gravação, Saraco, que teria sido um colaborador próximo do ex-presidente Jaime Lusinchi (1984-1989) convoca a população venezuelana e o alto comando militar do país a apoiarem o movimento para derrubar o governo.

 Pedido de extradição

Maduro disse que pedirá aos EUA a extradição de Osuna Saraco. No áudio, Saraco, que seria o financiador do golpe, teria ameaçado usar força militar contra os grupos de civis armados chavistas conhecidos como “coletivos”. Segundo Maduro, os recentes protestos de rua fomentados pela oposição faziam parte da trama, uma vez que semeariam o caos no país antes de aviões do tipo Tucano (fabricados pela Embraer) atacarem alvos em Caracas para matar Maduro.

O presidente afirmou também que o número de telefone americano atribuído a Osuna fez várias ligações para o celular do prefeito de Caracas, Antonio Ledezma, preso há duas semanas sob acusação de conspirar para derrubar o governo.

Nos últimos 16 anos, cerca de 80 supostos golpes foram denunciados por Maduro e seu antecessor, Hugo Chávez. Neste ano, no entanto, diante de uma grave crise econômica e uma queda acentuada na popularidade do presidente, as acusações se intensificaram.

 

Veja abaixo um trecho do último programa de Maduro em que ele pede o fim do intervencionismo americano na Venezuela (em espanhol):

<iframe width=”420″ height=”315″ src=”https://www.youtube.com/embed/LFbyHaWRyLk” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

 

Fontes:
Folha - Maduro mostra na televisão venezuelana supostas provas de golpe
Venezuela Analysis - New evidence links Ledezma, Copei to thwarted coup
Maduradas - ¡SHOW SIN FIN! Maduro reclama a Obama e involucra a funcionaria de su embajada en golpe

4 Opiniões

  1. André Luiz D. Queiroz disse:

    Mais dia, menos dia, a neurose/mania de perseguição de Maduro pode muito bem virar realidade! Vá dizer que não haja militares de alta patente — chavistas ou não — insatisfeitos com a completa falta de rumo do país? E , afinal, o próprio Chavez também se envolveu em quarteladas. Mas depois que chegou ao poder, carismático que era, “à la Getúlio Vargas”, consolidou tão bem sua imagem de ‘pai dos pobres’ junto ao eleitorado venezuelano que nem com outro golpe militar o tiraram do poder! Já Maduro?… Consegue ser pior que Dilma Rousseff — um façanha!!

  2. Joma Bastos disse:

    O maduro e companhia bolivariana, são todos loucos!

  3. Revoltado disse:

    Louco, assim como a população Venezuelana que nele votou, os mesmos pobres inservíveis que não deveriam poder votar, e é igual como acontece neste paiseco chamado brasil, onde o voto do favelado tem o mesmo peso de um cidadão instruído, ou seja, estamos nas mãos dessa ralé mundial. E se alguém falar em democracia leva um soco na boca.

  4. olbe disse:

    Ninguém de bom senso pode acreditar num homem como Maduro.Ele está desesperado e vai usar de todos as armas para continuar no poder.O povo venezuelano é um povo educado, bom e não merece um governo que diz que é DEUS e que recebe mensagens de outro Deus:HUGO CHAVES !!!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *