Início » Internacional » Maior força de paz do mundo entra em Darfur
ONU

Maior força de paz do mundo entra em Darfur

A missão denominada Unamid, liderada pela ONU, foi iniciada nesta segunda-feira em Darfur, no Sudão, para tentar conter a violência na região, que vive em conflito civil desde 2003.

Soldados das Nações Unidas se uniram aos da União Africana, que atuavam na área até agora, para formar a maior força de paz do mundo.  A iniciativa conjunta havia sido autorizada pelo Conselho de Segurança da ONU em julho de 2007.

Os conflitos em Darfur já foram responsáveis por mais de 200 mil mortes e obrigou 2 milhões de pessoas a deixarem as suas casas.

Fontes:
O Globo Online - Forças da ONU iniciam missão de paz em Darfur

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Apolonio Prestes disse:

    Até que enfim! Difícil entender porque demorou tanto.

  2. EDVALDOTAVARES disse:

    MORTANDADE NA ÁFRICA É HERANÇA DA COLONIZAÇÃO EUROPÉIA. Por onde os países colonizadores europeus andaram – Américas, África, Ásia e Oceania -, deixaram como resultado destruição, exploração, saques, mortandade e desarmonia. Estabeleceram colonias com fronteiras aleatórias, que posteriormente se transformaram em países habitados por povos de etnias diferentes. São esses países, ditos de primeiro mundo, ainda colonizadores, engajados em acordos militares e econômicos, constituindo bloco, união ou tratado, que continuam promovendo a desestabilização dos países menos desenvolvidos, por intermédio da chamada "guerra assimética" ou "guerra de quarta geração". A África é um continente em permanente estado de ebulição, fruto da intervenção ao longo da história, dos países da Europa, ditos desenvolvidos. São estes países que estão conduzindo a destruição do planeta e querem impor regras bloqueadoras, juntamente com os USA, que impeçam os países pobres e em desenvolvimentos se desenvolverem. Muitos brasileiros iludidos não gostam de ler qualquer artigo que revela a verdade sobre esses países hegemônicos massacradores. Como exemplo: o Reino Unido massacrou a Irlanda, a China e a Índia; a Itália tem uma história negra de massacre na Etiópia; a França covardemente massacrou a Argélia e etc.; os USA têm também uma verdade vergonhosa no Iémen e etc.; a Espanha massacrou povos indígenas das Américas; Portugal massacrou na China, África e BRASIL. O que ora se vê acontecendo no Sudão é fruto da desorganização instituída no continente africano pela colonização européia. "BRASIL ACIMA DE TUDO". EDVALDOTAVARES. MÉDICO. BRASÍLIA/DF.

  3. Evandro Correia disse:

    Eu acho que o colega Edvaldo exagera. Esses povos selvagens já não se guerreavam antes de chegarem os europeus? Já não se escravizavam? A escravidão no Brasil e outros lugares foi ajudada por povos africanos que conquistavam e vendiam seus vizinhos. E incluir os EUA nos erros basicamente ingleses de criação de países artificiais é erro. Por que demonizar os EUA?

  4. EDVALDOTAVARES disse:

    CONHECIMENTO DE HISTÓRIA GERAL É INDISPENSÁVEL. Falar aleatoriamente é privilégio de qualquer um, inclusive dos papagaios. Falar com conhecimento é privilégio de poucos, de apenas dos detentores do conhecimento. Eu os tenho e posso remetê-los para quem os desejá-los. Ao emitir a minha opinião exponho ao descrédito a minha posição de médico e de oficial superior do glorioso Exército Brasileiro. Aceito críticas estruturadas nos fatos que a história registrou e nos que a ciência comprovou. Reafirmo todas as linhas escritas e reforço: os EUA têm uma política externa nociva ao planeta e são inimigos potenciais do BRASIL. Eu tenho as informações. Quem não concorda, expresse a opinião não sustentada no achismo, mas, em fontes de informações confiáveis. A França nos anos de 1950, tinha como colônias a Argélia, Tunísia e Marrocos, norte da África, e massacrou todas. Os EUA dá exemplos, após o fracasso da França na Indochina, Vietnã, do uso do napalm, bomba de destruição de massas que queima tudo que encontra pela frente e, mais recente, no Iraque e Afeganistão, o ataque aéreo que matou população civil, que não tinha nada com a guerra. Mais uma vez, aceito críticas estruturadas em conhecimento fundamentado. "BRASIL ACIMA DE TUDO". EDVALDOTAVARES. MÉDICO. BRASÍLIA/DF.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *