Início » Internacional » Mais de 30 pessoas são detidas em protestos contra a absolvição de policial nos EUA
Protestos raciais

Mais de 30 pessoas são detidas em protestos contra a absolvição de policial nos EUA

Daniel Pantaleo foi inocentado pela morte do jovem negro Eric Garner. É o segundo caso no país em menos de dez dias

Mais de 30 pessoas são detidas em protestos contra a absolvição de policial nos EUA
Manifestantes ocuparam a Times Square. Alguns foram detidos ao tentar sentar nas calçadas da Rua 46. (Foto: Reprodução/AP)

Novos protestos aconteceram na última quarta-feira, 3, nos EUA pela absolvição de um policial branco no caso da morte de um cidadão negro. Ao menos 30 pessoas foram presas em manifestações, após o julgamento de Daniel Pantaleo, policial envolvido no caso da morte do jovem negro Eric Garner. Ele teve parada respiratória após seus imobilizado com uma gravata dada pelos agentes.

Leia mais: Novos protestos em Ferguson deixam dois feridos e 31 detidos
Leia mais: Caos impera em Ferguson após determinação do toque de recolher
Leia mais: Segregação racial ainda afeta os Estados Unidos?

O departamento de justiça dos Estados Unidos, através de seu procurador-geral, Eric Holder, anunciou que deve conduzir uma investigação paralela ao caso. “Faremos uma investigação independente, completa, justa e rápida. Além de nossa própria investigação, o departamento iniciou uma revisão completa do material recolhido durante a investigação local”.

Pantaleo, policial de 29 anos, afirmou não ter tido intenção de machucar Garner e manifestou suas condolências à família. “Tornei-me policial para ajudar as pessoas e proteger aqueles que não podem se proteger sozinhos. Nunca foi minha intenção machucar ninguém, me sinto muito mal pela morte de Garner”.

A mãe e o padrasto de Garner, Gwen e Benjamin Carr, se mostraram indignados com a absolvição. O padrasto afirmou estar arrasado com a decisão tomada pelo júri. “Eu não consigo entender como um grande júri pode votar e dizer que não havia motivo razoável. O que eles estão olhando? Eles estão assistindo ao mesmo vídeo que o resto do mundo?”, indagou a mãe da vítima.

Um vídeo, gravado por um cinegrafista amador, circula nas redes sociais mostrando o momento em que Pantaleo tenta imobilizar Garner. No vídeo é possível ouvir a vítima dizendo que não conseguia respirar. Asmático e obeso, Garner perdeu os sentidos e, momentos depois, foi declarado morto no hospital. Segundo o laudo, a causa da morte de Garner foi “compressão no pescoço e no peito” e seus problemas de saúde contribuíram.

Os mais de 5 mil manifestantes que ocuparam a Times Square entoaram a frase “I can’t breathe” (“Eu não consigo respirar”, em inglês), dita por Garner. Outros focos de protesto foram registrados em Washington, mas sem incidentes.

Há menos de dez dias, os EUA foram tomados por protestos após o policial Darren Wilson se livrar do julgamento pelo assassinato de Michael Brown, em Ferguson. Foram registradas ocorrências em mais de 30 estados e até mesmo em outros países.

Fontes:
O Globo-Manifestação contra decisão de júri no caso Eric Garner tem 30 detidos em Nova York

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *