Início » Internacional » Manifestação na Venezuela levou dezenas de milhares às ruas
VENEZUELA

Manifestação na Venezuela levou dezenas de milhares às ruas

Venezuelanos querem pressionar órgão eleitoral para realizar um referendo revogatório contra Nicolás Maduro

Manifestação na Venezuela levou dezenas de milhares às ruas
A liderança da oposição leu um comunicado, no qual detalhou os próximos protestos (Foto: Twitter/@CKazzan)

Na última quinta-feira, 01, a oposição venezuelana conseguiu que dezenas de milhares de pessoas fossem às ruas de Caracas contra o governo. O objetivo era pressionar o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) para acelerar os procedimentos de um referendo revogatório contra o presidente Nicolás Maduro. Entre as razões do protesto também está o descontentamento da população com a alta inflação e com a escassez crônica de alimentos básicos.

Leia mais: Marcha da oposição pode ser decisiva na Venezuela
Leia mais: Bolívia, Equador e Venezuela convocam embaixadores após impeachment de Dilma

Nas eleições parlamentares de 6 de dezembro, os venezuelanos deram à oposição o controle da Assembleia Nacional. Agora, o comparecimento maciço na manifestação ratifica o colapso do regime bolivariano.

O regime, por sua vez, fez de tudo para impedir a marcha dos manifestantes. Ele colocou barreiras militares na entrada de Caracas, pôs obstáculos nas vias expressas, interrompeu o serviço do metrô, mas as imagens do protesto mostram que os venezuelanos não deixaram de ir às ruas. Partidários do governo se reuniram na Avenida Bolívar, em Caracas, para apoiar Maduro.

A liderança da oposição leu um comunicado, no qual detalhou os próximos protestos. Caso o referendo aconteça depois de 10 de janeiro de 2017, o vice chavista substitui Maduro até o fim do mandato. Caso seja feito antes, e o mandato de Maduro seja revogado, novas eleições serão realizadas.

Fontes:
El País-Oposição venezuelana ratifica na rua sua maioria parlamentar

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *