Início » Internacional » Manifestações por desaparecidos no México terminam com atos de vandalismo
Estudantes desaparecidos

Manifestações por desaparecidos no México terminam com atos de vandalismo

Manifestantes exigem que o presidente Enrique Peña Nieto encontre os 43 estudantes desaparecidos em setembro em Iguala

Manifestações por desaparecidos no México terminam com atos de vandalismo
Manifestantes queimam boneco do presidente do México (Fonte: Reprodução/Reuters)

Milhares de pessoas foram às ruas do México nesta segunda-feira, 1º, para protestar contra o desaparecimento de 43 estudantes. Os protestos terminaram com atos de vandalismo.

Os manifestantes querem que o presidente Enrique Peña Nieto, que completou dois anos de mandato e que enfrenta a pior crise de seu governo, encontre os jovens desaparecidos em setembro em Iguala.

Dezenas de pessoas encapuzadas, utilizando pedaços de pau e bastões de beisebol, destruíram lojas e agências bancárias no “Paseo de la Reforma”, na capital mexicana. Os manifestantes também utilizaram bombas incendiárias e colocaram fogo em alguns pontos nas ruas.

Policiais enviados ao local para evitar que os manifestantes avançassem até o Senado prenderam três jovens com menos de 20 anos.

Os 43 estudantes desapareceram no dia 26 de setembro após serem detidos por policiais de Iguala. Testemunhas dizem que os agentes entregaram os jovens para integrantes do cartel Guerreros Unidos, que teriam matado e queimado as vítimas.

Como não há provas, os parentes e amigos dos estudantes ainda têm esperança de que eles estão vivos e exigem que o governo intensifique as buscas.

A presidência mexicana sofreu um duro golpe após o desaparecimento dos estudantes. A popularidade de Peña Nieto caiu de 46% para 39% entre agosto e o fim de novembro, segundo o jornal Reforma.

Fontes:
G1 - Protestos contra presidente terminam em vandalismo no México

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *