Início » Vida » Comportamento » Manning quer mudar de sexo e viver como Chelsea Manning
Terapia hormonal

Manning quer mudar de sexo e viver como Chelsea Manning

Em carta enviada a programa de televisão, soldado pediu apoio e disse vai começar uma terapia hormonal para mudar de sexo

Manning quer mudar de sexo e viver como Chelsea Manning
Bradley Manning disse que desde a infância se sente uma mulher presa em um corpo masculino (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O soldado Bradley Manning anunciou nesta quinta-feira, 22, que pretende começar uma terapia hormonal para trocar de sexo e viver como uma mulher chamada Chelsea Manning. O anúncio foi dado pelo próprio soldado, um dia após ser sentenciado a 35 anos de prisão por vazar informações secretas do governo americano para o WikiLeaks.

Leia mais: Bradley Manning é condenado a 35 anos de prisão

Em uma carta ao programa de televisão “Today”, da rede NBC, o soldado pediu apoio e disse que gostaria de ser tratado por pronomes femininos e chamado pelo seu novo nome. “Estou entrando em outra etapa da minha vida, quero que todos conheçam meu verdadeiro eu. Eu sou Chelsea Manning. Sou uma mulher. Por me sentir deste jeito desde a minha infância, quero começar uma terapia hormonal o mais rápido possível”, disse Manning.

Em entrevista ao programa, o advogado de Manning, David Coombs, disse que espera que as autoridades da prisão militar de Fort Leavenworth, Kansas, aceitem o pedido de Manning. “Caso se recusem, farei tudo ao meu alcance para que sejam obrigados a isso”, disse o advogado.

O transtorno de identidade sexual de Manning o faz sentir como uma mulher presa em um corpo masculino e foi um ponto-chave no seu julgamento. A defesa argumentou que o transtorno contribuiu para a decisão de vazar os documentos e chegou a apresentar uma foto do soldado maquiado e vestido como mulher.

Em sua carta, Manning agradeceu o apoio e disse que deseja entrar em contato com seus simpatizantes. “Espero que me apoiem nessa transição. Espero receber cartas dos que me apoiam para ter a oportunidade de escrever de volta”, disse o soldado.

Fontes:
The Washington Post-Bradley Manning says he wants to live as a woman named Chelsea, begin hormone therapy.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Roberto1776 disse:

    Mas esse (essa) cara não vai para a cadeia?
    Que história é essa de promover uma cura (tratamento) para seus problemas de identidade sexual dentro da cadeia?
    Será que ele/ela pensa que mora no Brasil e vai para o regime sempre aberto?

  2. Áureo Ramos de Souza disse:

    Será que é uma estratégia deste inteligente rapaz? e se ele mudar de sexo continuará preso? pois quem foi preso foi um homem e se trocar de sexo o que acontecerá?

  3. JULIO SPÍNOLA disse:

    TRATAR SUA MASCULINIDADE PARA MUDAR SEU SEXO MASCULINO PARA OUTRO SEXO NÃO É DISCRIMINAÇÃO E O PSICÓLOGO PODE FAZÊ-LO- NO ENTANTO, SE UM GAY PROCURAR TRATAMENTO PARA DEIXAR A HOMOSSEXUALIDADE, SERÁ PUNIDO O PROFISSIONAL QUE O ATENDER-
    mASCULINIDADE PODE SER ENTÃO CONSIDERADA DOENÇA A SER CURADA COM AJUDA DE PROFISSIONAIS MÉDICOS, SEXUALIDADE FEMININA ADVERSA, NÃO? ONDE ESTÁ O LIVRE ARBÍTRIO?
    Suspeito de um lobby fortíssimo das petroleiras da indústria do plástico que, ao mesmo tempo que não querem substituir o bisfenol, amaciante de plásticos usado no PET e maioria dos plásticos, acusado de efeminante ou mimetizador hormonal ou disruptor endócrino como queiram, TEMEM PROCESSOS BILIONÁRIOS DE INDENIZAÇÕES COMO OCORREU NA INDÚSTRIA DO CIGARRO-

    —“Ratos expostos a este produto adotam comportamento -efeminado- gaivotas lésbicas nidam juntas- machos desinteressam-se das femeas- jacarés do Lago apopka nascem hermafroditas- Até mesmo casos raríssimos de cahalotes hermafroditas-
    Tudo isto provocado pelo bisfenol e outros disruptores endócrinos, largamente utili zados em embalagens de alimentos e até no revestimento interno das latas de refrigerantes e de conservas-

    ,,,”Indícios adicionais para uma feminização silenciosa foram detectados pelo médico dinamarquês Niels Skakkebaek, da Universidade de Copenhagen, que publicou estes dados, para discussão, na revista médica “The Lancet”. Desde 1940 o número de espermatozóides por mililitro cúbico de sêmen dos homens, reduziu-se à metade. Concomitantemente, avolumaram-se os casos de cânceres testiculares e as deformidades dos órgãos genitais.

    Estes fenômenos, segundo Skakkebaek, têm o mesmo motivo: os homens e os animais machos estão expostos a níveis nunca antes existentes de substâncias que se assemelham a hormônios sexuais femininos. “A sexualidade masculina se afoga num mar de estrogênios artificiais”, diz Skakkebaek.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *