Início » Internacional » Marcha da oposição pode ser decisiva na Venezuela
'TOMADA DE CARACAS'

Marcha da oposição pode ser decisiva na Venezuela

Oposição já antecipa o sucesso da marcha nesta quinta, na qual são esperadas um milhão de pessoas

Marcha da oposição pode ser decisiva na Venezuela
Líderes da oposição têm pressa para realizar referendo revogatório contra Nicolás Maduro (Foto: Wikimedia)

Este dia 1° de setembro pode ser um momento decisivo na crise política e econômica venezuelana.

Depois de atrasos por parte da autoridade eleitoral em avançar com o referendo revogatório contra o presidente Nicolás Maduro, líderes da oposição pediram que a população do país se mobilize em um grande protesto na capital, que eles apelidaram de “Tomada de Caracas”, nesta quinta-feira, 1º. A informação é da revista Americas Quarterly.

Leia mais: Será a Venezuela palco de um novo tipo de golpe de Estado?
Leia mais: Venezuelanos aquecem o comércio de cidade em Roraima

A oposição já está antecipando o sucesso da marcha, na qual são esperadas um milhão de pessoas. Henrique Capriles do partido Primero Justicia diz que o protesto vai ter impacto mundial.

A oposição já esteve otimista antes, apesar de Maduro continuar no poder. No entanto, há algo diferente neste 1° de setembro, segundo Francisco Toro, do jornal Caracas Chronicle. Segundo ele, nunca houve antes uma chamada de protesto que envolvesse toda a coligação de oposição na era Maduro. Esta é a primeira vez.

O objetivo é pressionar o Conselho Nacional Eleitoral para concluir o processo do referendo antes de 10 de janeiro. Se a consulta acontecer depois desta data, quando o mandato presidencial completa quatro anos, e Maduro for derrotado, os dois anos restantes serão completados pelo seu vice-presidente. Entretanto, se o referendo acontecer ainda este ano e o chavismo for derrotado, novas eleições serão convocadas.

Segundo o analista político Félix Seijas, os protestos precisam ser grandes e coordenados. O governo parece pensar da mesma forma, já que guardas já estavam bloqueando os acessos a Caracas na semana passada. Maduro chegou a dizer “nós temos bastante espaço na cadeia para fascistas”.

 

Fontes:
Americas Quarterly-How Sept. 1 Could Be the Beginning of the End for Venezuela's Maduro
G1-Oposição venezuelana sai às ruas por referendo revogatório contra Maduro

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Beraldo disse:

    Isto aí é exatamente o que vai acontecer no Brasil, contra o Golpista Michel Temer, depois que os seus discípulos do Congresso aprovarem as perdas/reduções dos benefícios previdenciários e extinguir a CLT, com a prevalência dos desejos patronais sobre o legislado.

    Não bastasse, uma provável insurreição dos petroleiros contra a entrega do Pré-Sal às multinacionais, por si só, paralisa o País.

    Prevendo esta situação, o golpista encerrou seu discurso à nação, com o apelo de “Brasil, Ordem e Progresso”, seguido da imagem do brasão da república e uma voz contundente: “Governo Federal: Ordem e Progresso.

    Pra quem sabe ler um pingo é letra!

    Por PROGRESSO, entenda-se um congresso de joelhos, aprovando tudo.

    Por ORDEM: cassetete, bombas, balas de borracha e prisões.

    Nada como um dia depois d outro.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *