Início » Internacional » Maremoto no Oceano Índico devasta áreas da Indonésia, Tailândia e África
NESTA DATA

Maremoto no Oceano Índico devasta áreas da Indonésia, Tailândia e África

Em 26 de dezembro de 2004, uma série de ondas gigantes vitimou cerca de 230 mil pessoas em mais de 10 países

Maremoto no Oceano Índico devasta áreas da Indonésia, Tailândia e África
Em um espaço de 15 minutos as ondas se chocaram contra a costa de Sumatra (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Na manhã de 26 de dezembro de 2004, um forte terremoto a oeste da ilha de Sumatra, Indonésia, provocou um maremoto de extensas proporções. A série de ondas gigantes criada pelo sismo vitimou cerca de 230 mil pessoas em mais de 10 países e devastou a infraestrutura de centenas de cidades banhadas pelo Oceano Índico. O abalo sísmico, calculado em 9 pontos na escala Richter, foi o segundo maior já registrado.

A ruptura na zona de subducção onde a placa tectônica da Índia mergulha por baixo da placa da Birmânia deu início à catástrofe. A área mede cerca de 1,2 mil quilômetros de comprimento e a deslocação relativa das placas, por volta de 15 metros. O movimento da terra – há evidências de que rochas pesando milhares de toneladas foram arrastadas pelo solo submarino – causou um maciço deslocamento de água. Estima-se que o tsunami tenha gerado duas vezes mais energia concentrada do que todas as bombas lançadas durante a Segunda Guerra Mundial.

Em um espaço de 15 minutos as ondas se chocaram contra a costa de Sumatra. No extremo norte da ilha havia uma região densamente povoada, conhecida como Aceh. Ali, as ondas alcançaram 25 metros de altura em largos trechos da costa e em alguns lugares chegaram a atingir mais de 30 metros. Comunidades inteiras foram simplesmente varridas pela água em questão de minutos. As perdas fatais na Indonésia são estimadas em 130 a 160 mil pessoas, além de aproximadamente meio milhão de pessoas que ficaram sem abrigo. Cerca de um terço das vítimas eram crianças.

Fontes:
Opera Mundi-Tsunami no Oceano Índico mata mais de 200 mil pessoas

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. JOSE MARIA ROCHA DE OLIVEIRA, de Manaus-AM. disse:

    Infelizmente são coisas que a nossa mente humana não pode explicar.
    Explicar e convencer para nós são coisas inexplicáveis.A vida é assim mesmo, pois não sendo eu Filósofo nem Teólogo, apenas uma coisa declaro: um dia quem sabe, só DEUS – O Supremo e Absoluto do Universo irá nos dizer. Quando, de fato e de direito, Ele vai nos convencer e justificará, quando então, chegaremos a conclusão Real de tudo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *