Início » Internacional » Marinha argentina diz que ‘não há rastros’ de submarino desaparecido
OPERAÇÃO DE RESGATE

Marinha argentina diz que ‘não há rastros’ de submarino desaparecido

Nesta quarta, a Marinha argentina descartou outro suposto sinal do submarino ARA San Juan

Marinha argentina diz que ‘não há rastros’ de submarino desaparecido
Famílias acompanham as buscas do submarino desaparecido (Fonte: Reprodução/Reuters)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O porta-voz da Marinha da Argentina, Enrique Balbi, informou que “não há rastros, nenhum tipo de contato detectado, nem indícios” que poderiam indicar o paradeiro do submarino tripulado por 44 militares que desapareceu na semana passada.

Leia também: Submarino argentino desaparecido pode ter pouco oxigênio

Nesta quarta-feira, 22, a Marinha argentina descartou outro suposto sinal do submarino ARA San Juan. Em comunicado, militares disseram que uma nova peça encontrada e uma suposta “mancha de calor” nas áreas de busca “não apresentaram resultados favoráveis”.

Acredita-se que o submarino já esteja sem oxigênio para os tripulantes — isso na hipótese de estar sem condições de emergir.

A operação de busca, que conta com a participação de 11 países, incluindo o Brasil, deve ser prejudicada pelas condições meteorológicas que “irão piorar” nesta quinta-feira, 23.

Em conversa com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, também se dispôs a ajudar com as buscas.

De acordo com especialistas ouvidos pelo jornal La Nación, a zona onde o submarino pode ter desaparecido tem cerca de 700 metros de profundidade.

Fontes:
Veja - “Não há rastros”, diz Marinha sobre paradeiro de submarino

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Daniela Villa disse:

    É lamentável a tragédia, mas o sonho dos países avançados em tecnologia é ter um submarino indetectável. Os argentinos conseguiram.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *