Início » Internacional » Médico americano é infectado pelo vírus ebola na Libéria
Surto de ebola

Médico americano é infectado pelo vírus ebola na Libéria

Kent Brantly morava coma família na Libéria e trabalhava em uma organização de ajuda humanitária

Médico americano é infectado pelo vírus ebola na Libéria
Na semana passada, o vírus chegou a Lagos, na Nigéria, segunda maior cidade da África (Reprodução/AP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um médico americano que trabalhava para conter o surto do ebola na Libéria foi infectado pelo vírus. Kent Brantly morava com a família na Libéria, onde trabalhava na organização de ajuda humanitária Samaritan’s Purse.

Leia mais: Número de mortes por surto de ebola na África passa de 600
Leia mais: OMS faz reunião de emergência para discutir surto histórico de ebola
Leia mais: África vive a pior epidemia de Ebola da história

Segundo a porta-voz da organização, Melissa Strickland, Brantly foi internado para tratamento em um hospital de Monrovia, capital do país. A família do médico americano deixou a Libéria e seguiu para os Estados Unidos.

A África Ocidental atravessa um surto histórico de ebola. Desde que a epidemia começou, no início deste ano, foram confirmados 964 casos da doença, dos quais 672 resultaram em morte. Os países mais afetados pela doença são Serra Leoa, Guiné e Libéria.

Na semana passada, agentes de saúde da Nigéria confirmaram a morte de um homem em Lagos, sudoeste do país. Com 21 milhões de habitantes, Lagos é a segunda maior cidade da África, atrás apenas de Cairo, no Egito. A chegada do vírus à cidade aumenta ainda mais a preocupação com o surto no continente.

Fontes:
The Guardian-Ebola crisis: US doctor working in Liberia tests positive

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Vitafer disse:

    O novo surto da doença na África é um verdadeiro re-bola…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *