Início » Internacional » Médicos de Israel proíbem ‘cura gay’
INTERNACIONAL

Médicos de Israel proíbem ‘cura gay’

Tratamentos voltados para transformar homossexuais em heterossexuais podem causar depressão, ansiedade e provocar tendências suicidas

Médicos de Israel proíbem ‘cura gay’
Israel é um dos poucos países do Oriente Médio que não proíbe relações homossexuais (Foto: U.S. Embassy Jerusalem/Flickr)

Médicos de Israel proibiram terapias médicas voltadas para a “cura gay”, ou seja, supostamente transformar homossexuais, bissexuais ou transgêneros em heterossexuais. Mesmo com a proibição, os ativistas LGBT ainda estão preocupados com os grupos religiosos.

“Os tratamentos para mudar a orientação sexual foram considerados ineficazes e podem causar danos mentais, como ansiedade, depressão e tendências suicidas”, explicou a Associação Médica de Israel (IMA), que representa 90% dos médicos do país, através de um comunicado. Os médicos que não respeitarem a decisão serão expulsos da associação.

A chamada “cura gay” é um conjunto de terapias voltadas para transformar homossexual em heterossexual, baseando-se em que a orientação sexual é uma doença que pode ser tratada. Alguns dos tratamentos conhecidos são hipnose e choques elétricos.

De acordo com Ruth Gophen, uma das autoras de um artigo do IMA, é impossível estimar quantos israelenses já passaram por algum tipo de terapia de conversão. Isso porque, parte dos médicos considera a iniciativa antiética, então os profissionais a praticam de forma secreta.

Já Chen Arieli, presidente da Associação Israelita LGBT, categorizou a proibição da terapia de conversão como um “avanço”. No entanto, Arieli teme que a proibição dificulte o combate a prática.

Segundo uma rede de grupos de direitos LGBT, muitos países, usam esse tipo de “cura”. Apenas Malta, Equador e alguns estados dos EUA proíbem a prática. Outras nações, como Reino Unido, Nova Zelândia e Austrália, já estão considerando vetar a prática.

Israel, assim como Jordânia e Bahrein, é um dos poucos países do Oriente Médio que não há proibições para relacionamentos homossexuais. Porém, boa parte da população israelense é religiosa e conservadora.

 

Leia também: A ‘cura gay’ e o jogo da marginalização

Fontes:
Terra-Em Israel, médicos são proibidos de praticar cura gay
O Globo-Médicos israelenses proíbem "cura gay"

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *