Início » Internacional » Médicos sírios vão mostrar evidências de que Assad tem usado armas químicas
Ameaça química

Médicos sírios vão mostrar evidências de que Assad tem usado armas químicas

Depoimento perante o Congresso americano vai ser acompanhado de um dossiê que retrata 31 ataques entre março e junho

Médicos sírios vão mostrar evidências de que Assad tem usado armas químicas
O dossiê conta com dados, fotos e vídeos mostrando o uso de bombas de cloro na província síria que recentemente foi invadida por militante (Foto: Wikimedia)

Uma rede de médicos sírios vai contar ao Congresso americano que o regime de Bashar al-Assad está usando sistematicamente o cloro como arma química para amedrontar a população civil.

O testemunho, que vai acontecer nesta quarta-feira, 17, vai ser acompanhado de um dossiê de evidências, compilado pela Sociedade Médica Sírio-Americana (Sams, em inglês), uma instituição de caridade que comanda 95 instalações médicas no interior do país. O relatório documenta 31 ataques com cloro entre 16 de março e 9 de junho. A entidade diz que todos os ataques foram realizados através do lançamento de bombas de helicópteros e que muitas áreas civis foram alvos, deixando 10 mortos e pelo menos 530 pessoas procurando tratamento médico.

O dossiê conta com dados, fotos e vídeos que o Sams diz que revelam o uso de bombas de cloro na província síria, Idlib, que recentemente foi invadida por militantes, incluindo a Frente al-Nusra, afialiada da Al Qaeda .

O coordenador médico do Sams na província de Idlib, Mohamed Tennari, foi para Washington e foi convidado a testemunhar no comitê. Tennari vai dizer que, apesar de o cloro ser menos mortal do que as armas convencionais, criou-se um “novo tipo de tortura psicológica” para a população síria. “Nós gostaríamos de ver uma zona de exclusão aérea, além do aumento de ajuda aos refugiados”, disse ao Guardian.

Relatórios recentes sugerem que as forças militares na Síria, incluindo o Estado Islâmico (Isis), estão desenvolvendo uma capacidade de criar suas próprias armas químicas. Acredita-se que o Isis tenha usado cloro no Iraque. Entretanto, o Sams diz que todos os ataques foram feitos a partir de helicópteros, que só são operados pelo regime de Assad.

O presidente sírio negou que suas forças estejam usando cloro. Apesar de a substância estar amplamente disponível, o uso dela como arma química é estritamente proibido pela lei internacional. Em uma entrevista ao France 2, Assad disse que não existe nenhuma prova de que o cloro foi usado nos ataques a Idlib.

 

Fontes:
The Guardian-Syrian doctors to show the US evidence of Assad’s use of chemical weapons

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *