Início » Internacional » ‘Menina do napalm’ é premiada por trabalho pela paz
PRÊMIO DRESDEN

‘Menina do napalm’ é premiada por trabalho pela paz

Kim Phuc foi homenageada por seu apoio à Unesco, às crianças feridas na guerra e por se manifestar contra a violência e o ódio

‘Menina do napalm’ é premiada por trabalho pela paz
Kim ficou conhecida após ser clicada coberta de napalm durante um ataque na Guerra do Vietnã (Foto: Desden Prize)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Kim Phuc, que ficou conhecida como a “Menina do napalm” depois de uma foto muito divulgada, tirada durante a Guerra do Vietnã, recebeu um prêmio na Alemanha por seu trabalho pela paz.

Os organizadores do prêmio de Dresden dizem que a mulher de 55 anos, que vive no Canadá, está sendo homenageada por seu apoio à Unesco, às crianças feridas na guerra e por se manifestar contra a violência e o ódio. Ela recebeu dez mil euros pelo prêmio, o equivalente a 40 mil reais.

Outros homenageados pelo o prêmio anteriormente foram o ex-líder soviético Mikhail Gorbachev e o ativista americano de direitos civis Tommie Smith.

Phuc tinha nove anos quando um avião sul-vietnamita lançou bombas de napalm em sua vila em 1972, acreditando que abrigava tropas norte-vietnamitas. A cena de Phuc correndo em uma estrada em lágrimas, nua e gravemente queimada foi capturada pelo fotógrafo da Associated Press, Nick Ut, que ganhou um prêmio Pulitzer pela imagem em 1973.

Ut, então com 21 anos, levou Phuc ao hospital, onde ele exigiu que os médicos a tratassem. “Eu chorei quando a vi correndo. Se eu não a ajudar e se algo acontecer e ela morrer, acho que me mataria depois disso”, disse Ut em 2012.

Dias depois que a imagem chocou o mundo, outro jornalista descobriu que Phuc havia sobrevivido. Christopher Wain, um jornalista da televisão britânica, lutou para que ela fosse transferida para uma unidade dos Estados Unidos equipada para lidar com seus ferimentos graves. “Eu não tinha ideia de onde estava ou o que aconteceu comigo. Acordei e estava no hospital com muita dor e as enfermeiras estavam ao meu redor. Acordei com um medo terrível”, disse Phuc.

Phuc sofreu queimaduras de terceiro grau em 30% do corpo. Ela começou o tratamento das cicatrizes em 2015.

 

Leia também: ‘Menina Napalm’ da Guerra do Vietnã tira selfie com fotógrafo que a eternizou
Leia também: Menina que aparece em foto famosa da Guerra do Vietnã está no Brasil

Fontes:
The Guardian-'Napalm girl’ Kim Phuc receives German prize for peace work

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *