Início » Internacional » Mesmo antes de assumir em Israel, Netanyahu é criticado
Internacional

Mesmo antes de assumir em Israel, Netanyahu é criticado

Apesar dos tempos de contenção, em meio à crise financeira global, será necessária uma mesa extra para Israel abrigar todos os membros do gabinete. Mesmo antes de tomar posse nesta terça-feira, 31, o novo governo do país se encontra sob críticas.

Uma coalizão de forte tendência para a direita venceu as eleições legislativas em 10 de fevereiro. O primeiro-ministro indicado, o conservador Binyamin Netanyahu, do Likud, presidirá um gabinete com 30 ministros e oito vice-ministros. Ehud Olmert, do Kadima, da atual coalizão de centro-esquerda, conta com 27 ministros.

Como forma de tentar limitar o tamanho do governo, a oposição apresentou um projeto de lei ao Knesset — Parlamento –, nesta terça-feira, 30. Críticos afirmam que a administração inchada é resultado do excesso de concessões que Netanyahu teve que fazer para atrair aliados à sua coalizão. O Likud havia obtido 27 das 61 cadeiras necessárias para garantir a maioria no Knesset.

Fontes:
Folha Online - Netanyahu assume governo de Israel sob críticas por gabinete inchado

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *