Início » Vida » Comportamento » Metade dos jovens adultos europeus ainda mora com os pais
Geração dependente

Metade dos jovens adultos europeus ainda mora com os pais

Crise que afeta o continente fez crescer o número de pessoas entre 18 e 30 anos que ainda moram com os pais

Metade dos jovens adultos europeus ainda mora com os pais
Tendência é um reflexo da crise econômica que nos últimos anos fez crescer o número de pobres e a taxa de desemprego (Reprodução/Corbis)

O número de jovens adultos que moram com os pais está aumentando na Europa, trazendo implicações sociais e demográficas para o continente.

Uma pesquisa feita em 28 países pela agência Eurofound, mostrou que o percentual de pessoas entre 18 e 30 anos que ainda não saíram da casa dos pais aumentou 48% em 2011, o que significa que cerca de 36,7 milhões de jovens adultos ainda moram com os pais.

De acordo com a pesquisa, essa tendência é um reflexo da crise econômica que nos últimos cinco anos fez crescer o número de pobres e a taxa de desemprego.

O levantamento mostra que em países como Itália, Suécia, Dinamarca, França, Bélgica e Áustria 79% dos jovens na faixa etária analisada ainda moram com os pais. A Eslováquia é o pais com mais pessoas nessa situação (ver tabela abaixo).

Dos 28 países analisados, apenas Alemanha, Holanda, Irlanda e Grã-Bretanha viram diminuir o número de jovens adultos que ainda ainda não saíram da casa dos pais.

“A situação dos jovens atualmente é diferente da realidade vivida pelos seus pais e avós”, diz Anna Ludwinek, autora da pesquisa.

De acordo com uma pesquisa feita em 2012 pelo IBGE, cerca de 24,3% dos brasileiros entre 25 e 34 anos ainda moram com os pais, sendo que 60% são homens.. O número representa um aumento de 4% nos últimos dez anos.

Veja abaixo uma lista dos países onde mais jovens adultos moram com os pais:

Fontes:
The Guardian-The dependent generation: half young European adults live with their parents
Exame-Os países onde mais jovens adultos ainda moram com os pais

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *