Início » Internacional » México e Uruguai anunciam plano para a crise na Venezuela
COM ÊNFASE NO DIÁLOGO

México e Uruguai anunciam plano para a crise na Venezuela

Intitulado ‘Mecanismo de Montevidéu’, o plano exclui a exigência de eleições antecipadas e dá ênfase ao diálogo entre as partes

México e Uruguai anunciam plano para a crise na Venezuela
Plano prevê uma abordagem menos agressiva do que a defendida por Brasil e EUA (Foto: Twitter/SRE México)

Os governos do México e Uruguai concluíram uma proposta para solucionar de forma pacífica a crise política na Venezuela.

O plano foi traçado junto à Comunidade do Caribe (Caricom) e será apresentado nesta quinta-feira, 7, em Montevidéu, durante a reunião do Grupo de Contato Internacional para a Venezuela (ICG), que tem o apoio da União Europeia.

Será a primeira reunião do grupo, que propõe uma abordagem menos agressiva do que a defendida pelos EUA e por alguns países sul-americanos, como o Brasil.

Os chanceleres do México, Marcelo Ebard, e do Uruguai, Rodolfo Nin Novoa, apresentaram o plano em coletiva de imprensa. Chamado “Mecanismo de Montevidéu”, o plano é dividido em quatro fases: a primeira prevê o diálogo imediato entre governo e oposição; a segunda, uma negociação; a terceira, o acordo de compromissos concretos e com prazos precisos; e a quarta, a implementação dos compromissos assumidos.

A proposta exclui a exigência de eleições antecipadas e dá ênfase ao diálogo entre as partes. “Se pedirmos eleições nesse momento, estamos impondo condições que dificultam o diálogo. […] Vamos dialogar sem condições. Propusemos o Mecanismo de Montevidéu com base em nosso interesse e disposição legítimos de ajudar o povo venezuelano e os atores envolvidos a encontrar uma solução para suas diferenças”, disse Novoa.

Além disso, o plano prevê a capacitação de quatro personalidades de renome internacional, caso sejam aceitas pelo governo venezuelano e a oposição, para auxiliar no diálogo “em um ambiente de segurança”.

Os nomes sugeridos são: Rebeca Grynspan, ex-vice-presidente da Costa Rica e atual secretária-geral Ibero-americana; Enrique Iglesias, ex-chanceler uruguaio e ex-funcionário do BID; o ex-secretário de Estado mexicano de Relações Exteriores, Bernardo Sepúlveda; e um alto representante do Caricom a ser designado.

A reunião do Grupo de Contato Internacional para a Venezuela ocorre na esteira de uma reunião do Grupo de Lima, no Canadá, que pediu por uma ação internacional para forçar Maduro a renunciar.

Fontes:
O Globo-México e Uruguai apresentam plano para a crise venezuelana

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Antônio Rodrigues disse:

    Gostaria de saber se os presidentes do México e do Uruguai têm menos de 7 anos de idade. Só isso explicaria tal proposta para lá de idiota. O Maduro é um ditador e não vai dialogar nada: se o fizer é para ganhar tempo de desviar recursos para contas na Rússia ou na China. Ele é bandido. Admira que alguém ainda não tenha dado um teco nesse cara. Tomara que o Putin fique com toda a grana que esse safado está roubando.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *