Início » Economia » Ministra da Cultura francesa acusa Amazon de ‘dumping’
Negócios na internet

Ministra da Cultura francesa acusa Amazon de ‘dumping’

Descrevendo a Amazon como uma 'destruidora de livrarias', ministra disse que pensa em proibir ofertas de entregas grátis e promoções que garantam descontos

Ministra da Cultura francesa acusa Amazon de ‘dumping’
Ministra da Cultura descreveu a Amazon como uma 'destruidora de livrarias' (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A ministra da Cultura da França atacou a empresa americana Amazon, gigante das vendas online, por suas supostas práticas desleais, que estariam impossibilitando a concorrência e criando um “quase-monopólio” para a empresa no setor. As críticas representam o mais recente de uma série de ataques do governo socialista da França contra empresas de internet.

“Hoje, todo mundo já se cansou da Amazon que, através de práticas de dumping, esmaga os preços para penetrar mercados e depois aumenta os preços novamente, uma vez que alcança uma situação de quase-monopólio”, disse Aurélie Filippetti, a ministra da Cultura da França.

Descrevendo a Amazon como uma “destruidora de livrarias”, Filippetti acrescentou que o governo francês está considerando uma proibição sobre as ofertas de entregas grátis e uma promoção da loja que garante 5% de desconto em livros.

O mais novo ataque da ministra à varejista americana segue o veto, no mês passado, do ministro da Indústria francês, Arnaud Montebourg, que descartou  uma proposta de aquisição pelo Yahoo de 75% do DailyMotion, um site de compartilhamento de vídeos em rápido crescimento no país. O site pertence à France Telecom. Em abril, foi a vez do ministro do setor digital descrever a Apple como uma empresa “extremamente brutal” por ter excluído o aplicativo de uma start-up francesa de sua App Store. Para o ministro francês a empresa americana agiu de forma antiética.

Filippetti recentemente apoiou uma proposta para tributar smartphones e outros dispositivos habilitados para Internet em um relatório encomendado pelo governo sobre como preservar a “exception culturelle” da França diante da enxurrada de conteúdos digitais, principalmente em língua inglesa, da era da internet.Tanto o atual governo do presidente François Hollande como administração anterior de centro-direita, de Nicolas Sarkozy, foram rápidos em atacar empresas de internet vistas como uma ameaça para empresas francesas e os “interesses franceses”.

 

 

Fontes:
Financial Times - French Minister Dits at Amazon 'Dumping'

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *