Início » Internacional » Mortos em confrontos na Bolívia chegam a 23, diz CIDH
UM MÊS DE PROTESTOS

Mortos em confrontos na Bolívia chegam a 23, diz CIDH

Só na última sexta-feira, 15, foram registradas nove mortes relacionadas à violência policial em protestos

Mortos em confrontos na Bolívia chegam a 23, diz CIDH
Números da violência: pelo menos 23 mortos e 715 pessoas feridas (Fonte: Reprodução/Twitter/CIDH)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Pelo menos 23 mortos e 715 pessoas feridas. Estes são os números da violência relacionada à crise política na Bolívia informados pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) neste sábado, 16.

A CIDH condenou ainda um decreto do governo interino da Bolívia que autoriza as Forças Armadas a reprimirem os protestos no país e ainda isenta os militares de responsabilidades criminais por atos praticados durante a repressão.

Segundo a CIDH, só na última sexta-feira, 15, aconteceram nove mortes relacionadas à violência policial na Bolívia.

“O grave decreto da Bolívia ignora os padrões internacionais de direitos humanos e, por seu estilo, estimula a repressão violenta”, disse a CIDH

Evo Morales, que está exilado no México, classificou o decreto como uma “carta branca” para “massacrar o povo”.

Fontes:
G1 - Confrontos na Bolívia deixam 23 mortos em quase um mês de protestos, diz comissão de Direitos Humanos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *