Início » Internacional » Moscou registra maior nevasca do século
CLIMA

Moscou registra maior nevasca do século

Pelo menos uma pessoa morreu por conta de quedas de árvores

Moscou registra maior nevasca do século
O motivo da nevasca é o ciclone proveniente do Mar Negro (Foto: Twitter/@lacbeatons)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Nesta segunda-feira, 5, a capital russa registrou a maior tempestade de neve do século, com temperatura de 13 graus abaixo de zero. Pelo menos uma pessoa morreu, no último domingo, 4, por conta de quedas de árvores e outras cinco ficaram feridas.

Segundo as autoridades, ao menos duas mil árvores caíram no final de semana por causa do peso da neve, ocasionando transtorno em Moscou, onde vivem 12 milhões de pessoas.

“É a primeira vez em cem anos que tivemos tanta neve. A intensidade das nevascas, a chuva e geadas complicam o trabalho dos funcionários viários”, disse o vice-prefeito de Moscou, Piotr Biriukov.

No último domingo, caíram 43 centímetros de neve, mais da metade do que costuma cair em um mês, segundo o Serviço Nacional de Meteorologia. Segundo as autoridades, devem cair até 23 centímetros de neve ainda nesta segunda.

“Esta nevasca trouxe o maior número de precipitações de toda a história. A máxima anterior tinha sido em 1957”, informou o Serviço de Meteorologia de Moscou. Cerca de 70 mil agentes da prefeitura foram mobilizados para limpar as estradas.

O motivo da nevasca é o ciclone proveniente do Mar Negro que está acompanhado de fortes ventos e grandes precipitações. A previsão é que os ventos e as precipitações comecem a diminuir amanhã.

 

 

Fontes:
Estadão- Moscou enfrenta pior nevasca da história; queda de árvores deixa ao menos um morto
Correio Braziliense-Moscou enfrenta pior tempestade de neve já registrada
Uol-"Nevasca do século" atinge Moscou e causa transtornos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *