Início » Vida » Comportamento » Mulheres jihadistas publicam guia para viver segundo o Isis
Estado Islâmico

Mulheres jihadistas publicam guia para viver segundo o Isis

O manifesto foi publicado pela brigada feminina de al-Khanssaa, uma milícia feminina estabelecida pelo Estado Islâmico

Mulheres jihadistas publicam guia para viver segundo o Isis
A brigada feminina al-Khanssaa na Síria (Reprodução/Syriadeeply.org)

Meninas podem se casar aos nove anos, devem ter maridos aos 16 e 17 e não devem ser corrompidas por ter que trabalhar fora, de acordo com um tratado publicado pelas mulheres adeptas ao Estado Islâmico (Isis) no Iraque e na Síria. O manifesto semioficial, em árabe, das mulheres do Estado Islâmico foi publicado em um fórum jihadista, no mês passado, e é supostamente do braço midiático da brigada al-Khanssaa, uma milícia feminina estabelecida pelo Estado Islâmico.

A introdução diz que o manifesto não foi sancionado pelo Isis ou pela sua liderança, mas é um documento para “esclarecer o papel das mulheres muçulmanas e da vida que é desejada para elas”, além de “esclarecer as realidades da vida e da existência consagrada de mulheres no Estado Islâmico”.

O documento “Mulheres do Estado Islâmico: Manifesto e Estudo de Caso” diz que as mulheres devem ficar atrás de portas fechadas e que só devem sair de casa em circunstâncias excepcionais.

“É sempre preferível para uma mulher permanecer escondida e velada, para manter a sociedade por de trás do véu”, diz a tradução. Lojas de moda e salões de beleza são denunciados como obra do diabo.

O manifesto foi traduzido para o inglês pelo centro de pesquisas de combate ao extremismo da Fundação Quilliam, em Londres. O manifesto inclui uma longa condenação da cultura dos “descrentes da Europa”, convidando os leitores a repudiarem a “falsidade e o materialismo na civilização” e a dedicar-se ao conhecimento religioso. Acredita-se que esse seja o primeiro manifesto desse tipo.

 

 

Fontes:
The Guardian-Female jihadis publish guide to life under Islamic State

1 Opinião

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Esses que se dizem islâmicos, acertam quando fazem um diagnóstico dos males do Ocidente; mas erram quando se colocam como alternativa.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *