Início » Internacional » Na Itália, Pizzolato é suspeito de ligação com lobista preso por corrupção
lavagem de dinheiro

Na Itália, Pizzolato é suspeito de ligação com lobista preso por corrupção

Justiça italiana investiga a ligação de Henrique Pizzolato com Valter Lavitola, lobista e antigo aliado de Silvio Berlusconi, em um esquema de lavagem de dinheiro

Na Itália, Pizzolato é suspeito de ligação com lobista preso por corrupção
Pizzolato foi convocado a prestar novo depoimento (Reprodução/Internet)

O Grupo Anti Máfia da Justiça italiana abriu processo contra Henrique Pizzolato, ex-diretor do Banco do Brasil condenado a 12 anos no processo do mensalão.

Os agentes italianos investigam a ligação de Pizzolato com Valter Lavitola, lobista e antigo forte aliado de Silvio Berlusconi, em um esquema de lavagem de dinheiro. Atualmente, Lavitola está preso por corrupção em Nápoles. Já Pizzolato cumpre a sentença em Módena, onde aguarda um pedido de extradição feito pela Justiça brasileira.

No final de março, em depoimento prestado na condição de testemunha a agentes da Justiça italiana que investigam as atividades de Lavitola, Pizzolato confirmou que conhecia o lobista, famoso nos noticiários de escândalos da Itália.

Porém, os agentes decidiram aprofundar a investigação após descobrirem ligações financeiras e troca de mensagens entre os dois que indicam a existência de um esquema de lavagem de dinheiro.

Segundo o coronel Francesco Fallica, um dos chefes da Interpol na Itália, Pizzolato foi convocado a prestar novo depoimento, o que deve ocorrer nas próximas semanas. O coronel não deu detalhes sobre o que será discutido no depoimento.

Fontes:
Estadão-Justiça italiana deve processar Pizzolato em investigação sobre lavagem de dinheiro
Folha-Pizzolato depõe sobre elo com lobista italiano próximo a Berlusconi

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Markut disse:

    Só caberia acrescentar que o uso do cachimbo faz a boca torta.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *