Início » Internacional » Naufrágio deixa 400 imigrantes mortos em travessia ilegal para a Itália
Imigração Ilegal

Naufrágio deixa 400 imigrantes mortos em travessia ilegal para a Itália

A guarda costeira italiana confirmou o resgate de 145 sobreviventes e de nove corpos

Naufrágio deixa 400 imigrantes mortos em travessia ilegal para a Itália
O aumento da violência e a situação caótica na Líbia contribuem para o aumento das travessias (Reprodução/Reuters)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Cerca de 400 imigrantes que tentavam entrar ilegalmente na Itália morreram em um naufrágio na costa da Líbia no último domingo, 12. O relato foi dado por sobreviventes que foram resgatados e levados para a Itália. A guarda costeira italiana confirmou o resgate de 145 sobreviventes e nove corpos. As operações de resgate continuam nesta quarta-feira, 15.

A organização Save the Children afirmou que o acidente ocorreu 24 horas após o navio ter deixado a costa da Líbia e que crianças estariam entre as vítimas. O porta-voz da Organização Internacional para Migrações, Flavio Di Giacomo, disse em entrevista a AFP que entre 500 e 550 pessoas estavam a bordo do navio no momento do acidente.

As investigações iniciais indicam que o barco pode ter virado após os passageiros começarem a se movimentar depois de avistar as equipes de resgate italianas. A tragédia reacendeu o debate na Itália sobre a questão da imigração. Autoridades italianas afirmaram ter resgatado no mar 8,5 mil imigrantes ilegais apenas entre sexta e segunda-feira.

A chegada da primavera torna a travessia mais segura e tem estimulado um número cada vez maior de pessoas a se arriscar a bordo de barcos superlotados na esperança de chegar ao território italiano. O aumento da violência e a situação caótica na Líbia também contribuem para o aumento das travessias.

O ministro de Interior da Itália pediu para que as prefeituras italianas disponibilizem abrigo para 6,5 mil imigrantes, mas foi duramente criticado pela oposição que condena a política de resgate e acolhimento dos imigrantes ilegais porque a prática “encoraja outras pessoas a tentar a arriscada travessia”.

Fontes:
The Telegraph-400 migrants - including children - drowned in boat tragedy off Libya

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *