Início » Internacional » Nomeada para embaixada de Israel em Roma desiste do posto
NOVO IMPASSE

Nomeada para embaixada de Israel em Roma desiste do posto

Caso levanta dúvidas sobre a capacidade do primeiro-ministro do país Benjamin Netanyahu de escolher diplomatas. No ano passado, Brasil rejeitou embaixador escolhido por ele

Nomeada para embaixada de Israel em Roma desiste do posto
Nirenstein afirmou que tomou a decisão por 'motivos pessoais' (Foto: Wikipedia)

Escolhida para ser a embaixadora de Israel em Roma, a jornalista e legisladora judia Fiamma Nirenstein retirou sua nomeação na última terça-feira, 10. Em seu comunicado, Nirenstein afirmou que tomou a decisão por “motivos pessoais”, sem entrar em detalhes.

O caso levanta dúvidas sobre a capacidade do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu de escolher seus diplomatas. No ano passado, a indicação de Dani Dayan para a embaixada israelense no Brasil causou um impasse diplomático entre os governos de Brasília e Tel Aviv.

Representante dos assentamentos judeus na Cisjordânia, ocupados ilegalmente por Israel, Dayan era o oposto da política defendida pelo Brasil, que defende a retirada dos assentamentos judeus e a solução de dois Estados.

Para completar a polêmica, Netanyahu anunciou o nome de Dayan antes que ele fosse aceito pelo Itamaraty, o que é uma gafe na esfera diplomática. Durante meses, Netanyahu afirmou que não retrocederia em sua decisão de nomear Dayan para a embaixada do país no Brasil, mas acabou cedendo em março deste ano, quando nomeou Dayan cônsul de Israel em Nova York. Com a rejeição de Dayan Israel ficou sem embaixador no Brasil, situação que o governo israelense pretende resolver até julho deste ano.

Em entrevista à Reuters, a repórter israelense especializada em política Tal Schneider disse que a falha em duas nomeações levanta questões sobre a capacidade de julgamento de Netanyahu e prejudica a imagem de Israel.

“Ele tem problemas em escolher pessoas. É prejudicial a Israel. Quando se escolhe um embaixador para um país importante como Brasil e o processo termina daquele jeito é embaraçoso”, disse Schneider.

Fontes:
The New York Times-Israel's Nominee for Rome Envoy Quits, Raising Selection Questions

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *