Início » Vida » Ciência » Novo projeto da Nasa vai tentar plantar batatas em Marte
CIÊNCIA

Novo projeto da Nasa vai tentar plantar batatas em Marte

Experimento será feito no deserto do Atacama, por conta da similaridade com a superfície de Marte

Novo projeto da Nasa vai tentar plantar batatas em Marte
No total, 100 diferentes tipos de batatas foram selecionados para o projeto (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A agência espacial americana Nasa firmou uma parceria com o Centro Internacional da Batata (CIP, na sigla em espanhol), do Peru,  para lançar um novo projeto: criar uma batata capaz de crescer no solo de Marte.

O projeto será feito no deserto do Atacama, por conta da similaridade com a superfície de Marte. Muitos cientistas acreditam que o local é perfeito para cultivar um tipo de batata capaz de crescer nas condições climáticas extremas de Marte. “Encontramos aqui a semelhança mais próxima do solo de Marte”, disse o cientista Julio Valdivia, em entrevista à Al Jazeera.

Segundo Valdivia, a batata foi a melhor escolha para o projeto porque é capaz de crescer em quase todos os ecossistemas da Terra. No total, 100 diferentes tipos de batatas foram selecionados para o experimento, cujos dados serão enviados para análise de cientistas e estudantes universitários em Lima.

“O alto nível de dióxido de carbono vai beneficiar o cultivo da batata, cuja colheita rende de duas a quatro vezes mais do que a safra de outros alimentos em condições terrestres normais. A atmosfera de Marte é quase 95% de carbono”, disse um comunicado recente do Centro Internacional da Batata.

Fontes:
Al Jazeera-NASA's mission: Growing potatoes on Mars

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Ludwig Von Drake disse:

    O experimento vai dar mais status à expressão:
    “Vá plantar batatas”.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *